Ágatha e Duda levam o ouro em Niterói

Publicado em: 29/04/2017 21:31

Uma parceria que começou há pouco mais de quatro meses e que já colhe frutos maduros. Este é o panorama da parceria formada entre a medalhista olímpica Ágatha e a joia da nova geração do vôlei de praia brasileiro, Duda. Juntas, elas conquistaram o segundo título da parceria neste sábado (29.04), ao vencerem na final do Superpraia, Maria Elisa e Carol Horta (PE/CE) por 2 sets a 0 (21/17 e 21/14), em 39 minutos de partida na arena montada na praia de Icaraí, em Niterói (RJ).

A vitória na decisão do torneio que reuniu as principais duplas da temporada 2016/2017 do Circuito Brasileiro deu à Ágatha o terceiro título consecutivo na competição. Em 2015 e 2016 ela venceu ao lado de Bárbara Seixas. No entanto, para a atleta, o mais importante não foi a marca pessoal alcançada e sim a coroação de um trabalho em conjunto.

“Eu não fiquei pensando nisso, de que poderia ser tricampeã. O meu foco era ser campeã com a Duda. Eu parabenizei a Maria Elisa e a Carol pelo resultado delas, pois vieram do outro lado do mundo direto para o torneio e isso não é fácil. Elas venderam caro a derrota, foi um jogo bonito. Estamos muito unidas com nossa comissão técnica, todos se dedicam ao máximo desde o primeiro dia em que começamos o trabalho. Somos uma equipe formada por pessoas de diversas partes do Brasil, com culturas diferentes, passamos por vários altos e baixos, com ideias diferentes, mas com um objetivo comum, que é a vitória. E é essa mistura e mais a doação que todos fazem para o bem do time que conseguimos os bons resultados”, comentou Ágatha.

A jovem Duda não escondeu a emoção ao final do jogo e também exaltou a união entre ela, a parceira Ágatha e a comissão técnica.

“Estou muito feliz. Nos preparamos demais para o Superpraia. Esse torneio é especial. Treinamos muito e esse resultado mostra que estamos no caminho certo. A Ágatha é tricampeã desse torneio e posso dizer que ela é a melhor parceira possível. Tenho que agradecer a toda a comissão técnica e a todos que nos apoiaram nessa caminhada. Nossa sintonia como dupla está crescendo a cada torneio. A experiência que ela está me passando é incrível e ela está me formando uma pessoa mais madura”, disse a sergipana.

Do outro lado da quadra, a experiente Maria Elisa comemorou a prata ao lado de Carol Horta. As duas chegaram pela primeira vez em uma final juntas.

“Estou muito feliz com esse resultado. Para nós chegarmos em segundo, significa que outras duplas muito boas ficaram para trás. Eu valorizo muito este pódio com a Carol, espero que seja o primeiro de muitos. É a primeira final dela e estou orgulhosa do que realizamos. Quero dedicar isso ao meu noivo Paulo e minha família, que sabem o quanto eu sofri para voltar ao pódio. Agradeço aos meus fisioterapeutas Odir e Marquinho que fizeram um grande trabalho para eu estar aqui com 100% de condições”, contou Maria.

O bronze do Superpraia ficou com as tricampeãs do Circuito Brasileiro, Larissa e Talita (PA/AL), que venceram Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) por 2 sets a 0 (21/12 e 21/18). Nas semifinais, realizadas na manhã deste sábado, Ágatha/Duda (PR/SE) venceu Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) por 2 sets a 1 (16/21, 21/16 e 15/8). Maria Elisa e Carol Horta (PE/CE) passaram por Larissa e Talita também em três sets (21/19, 18/21 e 15/13).

Criado na temporada 2013/2014, o Superpraia possui premiação dobrada em relação às demais etapas do Circuito Brasileiro. Os campeões nos dois naipes recebem R$ 79,9 mil e a competição conta com uma festa para eleger os destaques da temporada. Serão oito categorias técnicas, decididas pelos atletas e treinadores (levantamento, recepção, bloqueio, saque, defesa, ataque, atleta que mais evoluiu e melhor jogador) e uma votação popular, que elegerá o ‘craque da galera’.

A temporada do Circuito Brasileiro Open 2016/2017 começou em setembro do ano passado e terminou em Vitória (ES), no início de abril. O tour também passou por Campo Grande (MS), Brasília (DF), Uberlândia (MG), Curitiba (PR), São José (SC), João Pessoa (PB), Maceió (AL) e Aracaju (SE).

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro