Semifinais terão três campeões do torneio buscando o segundo título na parada de Maringá

Publicado em: 13/05/2017 21:54

Em Maringá (PR) - 13.05.2017

A primeira etapa do Circuito Banco do Brasil Challenger 2017 definiu as duplas semifinalistas em Mairngá (PR), que sedia pela primeira vez a competição. Os confrontos deste sábado (13.05), na Vila Olímpica, colocaram três campeões do torneio em 2014 novamente na briga por medalhas. A dupla Val/Ângela (RJ/DF) e o capixaba Fernandão tentarão o segundo título. Arthur Lanci será o único paranaense a seguir na disputa.

Dois dias após conquistar a medalha de ouro na segunda etapa do Circuito Banco do Brasil Sub-21, Victória (MS), ao lado de Tainá (SE), garantiu uma das vagas da semifinal. A sul-matogrossense, campeã Mundial Sub-19, foi convocada para representar o Brasil este ano no Mundial Sub-21, onde formará parceria com a carioca Vitória.

A atleta de 17 anos faz sua segunda participação no Challenger e espera melhorar a posição de terceira colocada alcançada em 2016. "Estou bem confiante. A gente tem treinado bastante e estamos muito focadas. Acredito que teremos um bom resultado", afirmou Victória.

Invicta, a dupla Aline/Thaís (SC/RJ) demonstrou resistência e venceu três partidas no dia encerrando com a vitória no tie-break sobre a atual campeã geral do torneio Andrezza (AM), que neste ano joga ao lado da paraibana Andressa.

"Esta é a primeira vez que eu chego à semifinal deste campeonato então a felicidade está a mil. Sabíamos desde o início que seria um jogo muito difícil, mas em nenhum momento desistimos porque tínhamos condição de vencer. No final foi muito pegado. Esta parceria nova, formada para esta etapa, está dando muito certo, e em longo prazo, se Deus quiser, será um trabalho excelente", comentou Aline, curitibana federada em Santa Catarina.

As semifinais do feminino terão Tainá/Victória (SE/MS) contra Aline/Thaís (SC/RJ) e a dupla campeã em 2014 Val/Ângela (RJ/DF) enfrentando Josi/Lili (SC/ES), os dois jogos serão às 8h30.

Já no torneio masculino as semifinais terão os seguintes confrontos: Oscar/Borlini (RJ/ES) contra Allison/Arthur Lanci (SC/PR) e Fernandão/Bruno (ES/AM) duelando por uma vaga com Miguel/Ramon Gomes (MS/RJ), com as partidas marcadas para 9h20.

No jogo entre as duplas Oscar/Borlini (RJ/ES) e Jeferson/Hevaldo (CE) os parceiros no Circuito Mundial Oscar e Hevaldo duelaram em busca da vaga na semifinal. "Foi uma rivalidade saudável, mas é sempre complicado jogar contra um parceiro que a gente conhece muito bem, mas o Hevaldo está de parabéns", disse Oscar, que fez ainda um resumo sobre a participação da dupla nesta etapa.

"Ontem fizemos três partidas duríssimas e bem desgastantes porque o nível da fase classificatória está muito bom, equivalente ao Open, mas conseguimos nos superar. O cansaço foi um obstáculo mas estávamos bem focados porque apesar de nunca termos jogado juntos a química foi muito boa e eu só tenho a agradecer ao Borlini pelo esforço. Espero ter um bom resultado amanhã nesta única etapa que poderei participar", completou Oscar.

Campeão em 2014 ao lado de Oscar, Fernandão, retomou a parceria com Bruno, a qual rendeu o vice-campeonato em 2011 no Circuito Open. "Já temos experiência jogando juntos e somos amigos pessoais, então isso ajuda muito. Passei um ano jogando fora do Brasil e quando retornei tive que começar do zero e o Bruno está me dando muita força para voltar. Fizemos quatro jogos hoje muito difíceis. Essa garotada está demonstrando um ótimo voleibol e agora é descansar e amanhã seguir em frente na competição", comentou Fernandão.

Foram realizados 48 jogos, em ambos os naipes, nas quatro quadras ao longo do sábado, pela fase de grupos, repescagem e quartas de final. As semifinais e, na sequência, as finais acontecem neste domingo (14.05), na arena montada na Vila Olímpica, em Maringá, com entrada franca.

Sistema de disputa
Os 16 times finais são divididos em quatro grupos de quatro equipes e duelam pela primeira fase, no segundo dia de competições (sábado). Os primeiros de cada chave vão direto às quartas de final, enquanto segundos e terceiros colocados jogam uma fase a mais, a repescagem. Ainda no segundo dia ocorrem as disputas das quartas de final. O terceiro e último dia (domingo) tem a disputa das semifinais, bronze e finais.

O Challenger é composto por quatro etapas. Além de Maringá (PR) o torneio terá etapas em Bauru (SP), Palmas (TO) e Rio de Janeiro (RJ). O time vencedor de cada parada soma 400 pontos no ranking, além de receber uma premiação de R$ 13 mil. Somando os dois naipes, o torneio distribui quase R$ 130 mil. Ao final dos quatro paradas, as duplas masculina e feminina que somam mais pontos são eleitas campeãs gerais da temporada.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro