Rio recebe a quarta etapa da temporada

Publicado em: 07/08/2017 17:28

A quarta etapa do Circuito Brasileiro Sub-21 da temporada 2017 começou nesta segunda-feira (07.08), com a disputa do torneio de qualificação na Escola de Educação Física do Exército, no bairro da Urca, no Rio de Janeiro (RJ). A fase permite às duplas que não se classificaram pelo ranking de entradas disputarem vagas à etapa principal.

No naipe feminino, 10 times disputaram em jogos eliminatórios diretos as vagas que restavam, com vitórias de Carol Paiva/Gabriella (RJ), Giovanna/Jéssica (SP), Kalme/Isadora (RJ), Mariana/Gabriella (RJ) e Roberta/Anne (RJ). As cinco classificadas se juntam aos outros 11 times de diversos estados que já estavam garantidos pelo ranking ou por convite (wild card).

Entre os homens, com mais duplas inscritas no torneio, mais partidas foram realizadas. Ao todo, 27 equipes disputaram oito vagas restantes, em 19 jogos. Avançaram Gabriel/Gabriel Cândido (RJ), Ícaro Passos/Eric (BA), André Luis/Felipe (DF), Jean/Jhonatan (MS), Leonam/Mateus Leite (PB), Marlon/Luiz (SC), Thiego/Thiago (PB) e João Pedro/João (RJ). Eles se juntam aos oito times classificados pelo ranking ou por convite.

Os 16 times finais disputam a fase de grupos e os primeiros colocados de cada chave vão direto às quartas de final. Segundos e terceiros de cada grupo disputam uma rodada a mais, a repescagem, tudo isso na quarta-feira e já em fase eliminatória. As semifinais e finais são reservadas para o último dia do evento, na quarta (09.08).

O Ceará lidera o ranking geral do naipe feminino com 500 pontos, seguido pelo Rio Grande do Norte e Mato Grosso do Sul, ambos com 480 pontos. No masculino o Rio de Janeiro está em primeiro no ranking geral com 560 pontos, seguido pelo Paraná, que tem 500 pontos.

O Circuito Brasileiro Sub-21 é composto por quatro etapas ao longo de 2017. Após as paradas em Maceió (AL), Maringá (PR) e Bauru (SP), ele se encerra no Rio de Janeiro (RJ). Os pontos obtidos em cada etapa vãos para o estado e o campeão geral é determinado ao final das paradas, com o somatório total.

Assim como ocorre no Circuito Brasileiro Sub-19, o Sub-21 é um campeonato de seleções estaduais, com duplas da mesma federação. Ele mantém o formato das últimas duas temporadas, com cada estado indicando suas delegações nos dois gêneros em busca do título. Além dos atletas, que podem ser alterados a cada etapa, as federações elegem um técnico.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro