Classificatório define últimas vagas de etapa no Rio de Janeiro, última de 2017

Publicado em: 10/08/2017 18:25

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 10.08.2017

A etapa do Rio de Janeiro (RJ) do Circuito Brasileiro Challenger, quarta e última parada da temporada 2017, começou nesta quinta-feira (10.08), na Escola de Educação Física do Exército, na Urca. Foram realizados 43 jogos somando os torneios masculino e feminino, classificando os últimos quatro times de cada naipe à fase de grupos da competição.

Os jogos seguem até sábado (12.08), sempre com entrada franca na Escola de Educação Física do Exército. A competição terá a presença atletas olímpicos, como Benjamin (Atenas-2004) e Maria Elisa (Londres-2012), que disputa o primeiro torneio após a participar do Campeonato Mundial de Viena, quando ficou na quinta colocação ao lado de Carolina Solberg.

No torneio feminino, destaque para Renata (RJ), atleta olímpica que ficou na quarta colocação nos Jogos de Pequim, em 2008, e ao lado da parceira Semírames (SP) ficou com uma das quatro vagas. Elas eliminaram a medalhista olímpica Juliana (CE), bronze em Londres-2012, que atualmente joga ao lado de Carolina Horta (CE).

As outras três vagas do classificatório ficaram com Luiza Amélia/Neide (CE/AL), Verena/Lígia Dallmann (CE/RJ) e Flávia/Naiana (RJ/CE). As duas últimas duplas, por terem ranking mais baixo, tiveram que vencer três partidas seguidas nesta quinta.

Elas se juntam aos outros 12 times que já estavam garantidos pelo ranking de entradas ou por convite (wild card). São eles: Val/Ângela (RJ/DF), Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), Izabel/Rachel (PA/RJ), Taina/Victoria (SE/MS), Andrezza/Andressa (AM/PB), Aline/Thais (SC/RJ), Mayana/Diana (TO/RJ), Rafaela/Carol Won-Held (PA/RJ), Fabrine/Fabiola (BA/RJ), Aline/Danielle (BA/MS), Vitória/Juliana Simões (RJ/PR) e Maria Elisa/Carol Solberg (PE/RJ).

Já no naipe masculino avançaram Thiago (SC), campeão brasileiro de 2010, jogando ao lado do paraibano George, campeão mundial Sub-19  e Sub-21, além de Rafael/Igor Borges (RJ), Marcus/Vinícius (RJ) e dos irmãos Álvaro Andrade/Raul (SE).

As outras 12 duplas já classificadas pelo ranking ou wild card são Allison/Arthur Lanci (SC/PR), Fernandão/Bruno (ES/AM), Gilmário/Moisés (PB/BA), Ramon Gomes/Miguel (RJ/MS), Léo Vieira/Jô (DF/PB), Pedro Henrique/Felipe Cavazin (PB/PR), Jefferson/Anderson Mello (CE/RJ), Léo Gomes/Bernat (RJ), Eduardo Davi/Borlini (PR/ES), Luciano/Harley (ES/DF), Lipe/Fábio (CE) e Benjamin/Averaldo (MS/TO).

A disputa no Rio de Janeiro, além de definir o campeão da etapa, decide também o campeão geral da temporada, somando a pontuação obtida pelas duplas nas quatro etapas realizadas. No naipe feminino a liderança atualmente é de Val/Ângela, que possui 960 pontos, seguida por Izabel/Rachel, que tem 880. Entre os homens, Allison e Arthur Lanci lideram com 1000 pontos, com Fernandão e Bruno em segundo, somando 920.

Sistema de disputa
Os 16 times finais são divididos em quatro grupos de quatro equipes e duelam pela primeira fase, no segundo dia de competições (sexta-feira). Os primeiros de cada chave vão direto às quartas de final, enquanto segundos e terceiros colocados jogam uma fase a mais, a repescagem. Ainda no segundo dia ocorrem as disputas das quartas de final. O terceiro e último dia (sábado) tem a disputa das semifinais, bronze e finais.

O Challenger é composto por quatro etapas. Além do Rio de Janeiro, o torneio já havia passado em 2017 por Maringá (PR), Bauru (SP) e Palmas (TO). O time vencedor de cada parada soma 400 pontos no ranking, além de receber uma premiação de R$ 13 mil. Somando os dois naipes, o torneio distribui quase R$ 130 mil.

VEJA OS RESULTADOS DO TORNEIO MASCULINO
http://www.aplicativoscbv.com.br/challenger/tabchall/tabelatodas.asp?site=1003&sexo=f

VEJA OS RESULTADOS DO TORNEIO FEMININO
http://www.aplicativoscbv.com.br/challenger/tabchall/tabelatodas.asp?site=1003&sexo=m

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro