Brasil busca manter liderança do ranking na eliminatória para 2018

Publicado em: 24/08/2017 11:12

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 24.08.2017

Os Jogos Olímpicos da Juventude, disputa olímpica para atletas até 18 anos, só acontecem em 2018, mas as eliminatórias Sul-americanas do vôlei de praia seguem a todo vapor. A terceira etapa acontece neste final de semana, de sexta-feira (25.08) a domingo (27.08), em Santiago, no Chile. O Brasil lidera o ranking feminino e está empatado com a Argentina em primeiro lugar no masculino.

Duas duplas representarão o país nesta etapa: João Pedro/Lucas Sampaio (PR/RJ), comandados pelo técnico Robson Xavier, que atuam pela primeira vez nesta eliminatória. Já Maria Luiza/Thamela (MG/ES), que foram ouro na etapa passada, na Bolívia, voltam a representar o país. Elas serão comandadas pela técnica Cida Lisboa.

O formato de competição conta com fase de grupos, no sistema todos contra todos. Os primeiros de cada chave avançam direto às semifinais, enquanto segundos e terceiros colocados se enfrentam nas quartas de final para completarem os semifinalistas.

O Brasil soma duas pratas entre os homens, na ponta do ranking com 360 pontos, mesmo número que os times argentinos conseguiram até aqui. Já no naipe feminino, o país possui um terceiro lugar e um ouro, liderando de maneira isolada a corrida com 360 pontos. A Venezuela soma 340 pontos e aparece em segundo lugar no ranking.

As cinco melhores seleções do ranking final conquistam vaga para os Jogos Olímpicos da Juventude, que ocorrem em Buenos Aires, na Argentina. Ao todo serão seis etapas, mas que ainda serão confirmadas com data e local pela Confederação Sul-Americana de Voleibol (CSV), organizadora das Eliminatórias Sul-Americanas.

A terceira edição dos Jogos da Juventude ocorre em outubro de 2018, pela primeira vez fora da Ásia (China e Singapura receberam as primeiras edições). O Brasil é o atual campeão no vôlei de praia feminino, com Duda/Ana Patrícia. O vôlei de praia é uma das modalidades no programa que reúne milhares de atletas entre 15 e 18 anos.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro