Campeões mundiais Evandro e André encerram ano perfeito com ouro em Itapema (SC)

Publicado em: 19/11/2017 12:17

O encerramento do ano de 2017 foi com chave de ouro para Evandro e André Stein (RJ/ES). A dupla campeã do Circuito e do Campeonato Mundial venceu neste domingo (19.11) a etapa de Itapema (SC) do Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia. Eles superaram Pedro Solberg e George (RJ/PB) por 2 sets a 1 (19/21, 22/20, 12/15), em 1h07 de jogo.

Foi o segundo título de Evandro e André na temporada 2017/2018 do Circuito Brasileiro Open. Eles já tinham conquistado o ouro em Campo Grande (MS), em setembro.  A medalha de bronze em Itapema (SC) ficou com Álvaro Filho e Saymon, que venceram Luciano e Vinícius (ES) por 2 sets a 0 (21/13, 21/16), em 42 minutos, na partida anterior.

André Stein chega ao seu quarto ouro em etapas nacionais, enquanto Evandro soma agora sete títulos de paradas do Open na carreira. André comentou sobre a coroação de um ano especial, com várias medalhas e títulos importantes.

“Na última etapa terminamos em quinto, e queríamos muito encerrar com um pódio. Até para coroar todo trabalho desenvolvido. Foi um ano espetacular com títulos do Campeonato Mundial e do Circuito Mundial, então viemos focados. Nunca tínhamos vencido Álvaro e Saymon, fizemos um bom jogo contra Pedro/George, na final, outra partida consistente. Então só posso agradecer. Minha equipe, meu parceiro, família e amigos”, disse André Stein.

O título dá ao capixaba e ao carioca um prêmio de R$ 45.050,50 e 400 pontos no ranking geral da temporada, que conta o resultado das sete etapas. Já Pedro Solberg e George somam 360 pontos e recebem R$ 29.250,00 com o segundo lugar. O bronze de Alvinho e Saymon vale 320 pontos na classificação geral e um prêmio de R$ 20.674,00.

Evandro destacou o trabalho da comissão técnica e elogiou a atuação do parceiro André Stein no bloqueio durante a final.

“Acho que posso dizer que foi meu melhor ano. De um tempo para cá tenho lido muito e fixei o pensamento de que não é possível conseguir sucesso sem trabalho. E estamos fazendo tudo corretamente, parte física, tática, com psicólogos. Amo meu treinador (Ednílson Costa), estamos juntos desde 2010, fico feliz demais com tudo que está acontecendo. Agora vamos descansar um pouco e aproveitar as férias”, contou Evandro, que completou.

“Consegui alguns bons saques, mas André foi sensacional no bloqueio. Um gigante. Pedro e eu nos conhecemos bem pelo período que jogamos juntos, mas o principal é o respeito que temos um pelo outro dentro de quadra. Eles jogaram muito bem e valorizaram demais essa vitória que só veio no tie-break”, destacou o carioca.

O bronze em Itapema foi o segundo pódio da dupla Álvaro e Saymon, do CT Cangaço, que em Campo Grande (MS) também havia conquistado o terceiro lugar.

“Foi um torneio muito bacana, a cidade de Itapema (SC) nos recebeu muito bem, é um lugar muito bonito. A gente gosta de jogar em eventos com arena lotada, público fazendo barulho. Isso faz nós vibrarmos, buscarmos cada jogada. Queremos continuar quebrando recordes, somos movidos aos desafios, objetivos, sempre vamos lutar com tudo por um pódio”, disse Alvinho.

O Jogo

Com boa combinação de bloqueio e defesa, Pedro e George começaram bem na partida, abrindo 4 a 1 logo no início. Na jogada seguinte, em erro de ataque de Evandro, o técnico Ednílson Costa parou o jogo para tentar corrigir os rumos. O saque de Evandro entrou em ação, e com um ace e uma quebra no passe, o time campeão mundial virou: 10 a 9.

André, com um bloqueio, e Evandro, em lindo ace, aumentou a vantagem na liderança: 12 a 9. Pedro e George lutaram para reduzir o placar e conseguiram encostar com uma melhora no saque. Pedro Solberg conseguiu ótimo ace e bloqueio seguidos, empatando em 17 a 17. No momento da decisão do set, porém, quem brilhou foi André, com ótimo bloqueio. Ele mesmo, atacando na paralela, fechou o set por 21 a 19.

O segundo set começou com Pedro brilhando no bloqueio, abrindo vantagem de 6 a 4. Trabalhando ponto a ponto, conseguindo bons contra-ataques, Evandro/André empatou e virou para 9 a 7, fazendo o técnico Renato França pedir tempo. Na parada técnica os campeões mundiais venciam pela vantagem mínima de um ponto: 11 a 10.

Pedro conseguiu empatar com bloqueio e, pouco depois, virou o placar para 15 a 13, brilhando no fundamento. Os campeões mundiais passaram a serem mais inconstantes no saque e a vantagem do carioca e do paraibano subiu para três pontos. André ainda tentou buscar a vitória com aces, empatando por 20 a 20, mas o sangue frio de George fez diferença e explorando bloqueio adversário ele fechou o duelo por 22 a 20, levando ao tie-break.

O set de desempate começou com os times mantendo a virada de bola até Evandro encontrar um dos seus famosos aces e na jogada seguinte quebrar o passe adversário: 4 a 2. Pouco depois, em bloqueio de André, a vantagem subiu para três pontos: 7 a 4.

O técnico Renato França parou o jogo, mas a partida seguiu no mesmo ritmo, com os campeões mundiais melhor ajustados no bloqueio e defesa. Em novo bloqueio de André a diferença subiu para cinco pontos: 12 a 7. Erro de saque de Evandro e ace de George salvaram dois match points. O técnico Ednílson Costa pediu tempo. E na terceira tentativa, André e Evandro fecharam com ataque potente de Evandro: 15 a 13 no tie-break.

VEJA A GALERIA DE FOTOS DO DIA
http://2017.cbv.com.br/galeria/1974/itapema-sc---19.11.2017---circuito-brasileiro-open---masculino

VEJA OS RESULTADOS DO DIA
http://www.aplicativoscbv.com.br/circuitobb/tabopen/tabelatodas.asp?site=28&sexo=m

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro