Classificatório define últimas duplas para fase de grupos em Manaus

Publicado em: 24/11/2017 20:05

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 24.11.2017

A disputa do classificatório definiu as últimas sete vagas à fase de grupos da etapa de Manaus (AM) do Circuito Brasileiro Sub-19, nesta sexta-feira (24.11). Os jogos aconteceram na Praia da Ponta Negra, com entrada franca à torcida. A disputa segue neste sábado (25.11), com fase de grupos e quartas de final da segunda e última etapa do tour.

No naipe masculino, 15 duplas disputavam as sete vagas, que foram conquistadas por Gabriel/João Pedro (RJ), Jackson/Victor (RO), Gabriel/Divino (DF), João Vitor/Matheus (DF), Johann/Lucas (RJ), João/Gabriel  (SP) e Wesley/Diego (AM).

Entre as mulheres, apenas 11 times disputaram as oito vagas. Avançaram à fase de grupos Ana Clara/Kasheley (RO), Kaysa/Larissa (DF), Isabella/Gabi (PR), Gabriella/Carol Paiva (RJ), Aninha/Victoria (MS), Vitoria/Giovanna (RJ) e Samyry/Lays (ES).

O Circuito Sub-19 é um campeonato de seleções estaduais, com duplas sempre compostas pela mesma federação. Ele mantém o formato das últimas temporadas, com cada estado indicando suas delegações nos dois gêneros em busca do título. Além dos atletas, que podem ser alterados a cada etapa, as federações elegem um técnico.

Os 16 times são divididos em quatro grupos com quatro duplas. Primeiros e segundos de cada chave avançam às quartas de final da competição, que segue em formato eliminatório.

Entre os atletas na disputa em Manaus estão campeões mundiais. O paraibano Renato venceu o torneio internacional Sub-19 em 2016, e Sub-21 neste ano. Victoria Lopes também é campeã mundial, tendo vencido o Sub-19 em 2016. Todas as equipes do torneio principal contam com passagem e hospedagem pagas pela CBV para a disputa do torneio.

Na primeira etapa do Circuito Brasileiro Sub-19, disputada em agosto, na cidade de Lauro de Freitas (BA), Rafael/Renato (PB) e Paola/Anna Beatriz (RJ) saíram com o troféu e somaram pontos importantes para suas federações. Os dois estados lideram com 200 pontos e possuem pequena vantagem sobre os demais adversários.

A competição é realizada pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e Federação Amazonense de Voleibol (FAV) e tem o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro