Ágatha/Duda e Maria Elisa/Carol Solberg decidem etapa de Fortaleza (CE)

Publicado em: 27/01/2018 19:08

Em Fortaleza (CE) – 27.01.2018

A etapa de Fortaleza (CE) do Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia 2017/2018 será decidida por Ágatha/Duda (PR/SE) e Maria Elisa/Carolina Solberg (RJ). As duas duplas superaram neste sábado (27.01) os confrontos de oitavas, quartas e semifinais na arena montada no Aterro da Praia de Iracema e se garantiram na disputa do ouro. Será uma reedição da final da etapa de Natal (RN), a segunda da temporada, em outubro do ano passado.

A partida valendo ouro acontece às 12h (de Brasília) com transmissão ao vivo do SporTV 2 e entrada franca à torcida na arena. Uma hora antes ocorre a disputa da medalha de bronze, com duas atletas da casa em ação: Julia Sude e Taiana (ALE/CE) enfrentam Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) por um lugar no pódio e dividindo a torcida local.

Será o terceiro confronto entre os dois times. Elas se enfrentaram na final da etapa de Natal (RN), com título para Ágatha/Duda, e na semifinal da etapa de Campo Grande (MS), com vitória de Maria e Carol. O tira-teima será na decisão deste domingo.

Para alcançar a final, Maria Elisa e Carolina Solberg venceram três jogos no dia. Nas oitavas, logo pela manhã, superaram Juliana Simões e Vitória (PR/RJ) por 2 sets a 0 (21/18, 21/13). Durante a tarde, triunfo por 2 sets a 0 (21/12, 21/8) nas quartas de final contra Val/Ângela (RJ/DF), e na parte da noite, pela semifinal, eliminaram Julia Sude e Taiana (ALE/CE) por 2 sets a 0 (25/23, 21/18). Carolina elogiou as adversárias e comemorou o bom momento.

“Conheço a Sude desde garota, nos enfrentamos em Mundiais de base e faz um grande time no Circuito Mundial com a Laboureur. Não cruzei tantas vezes na fase adulta, mas é uma excelente atleta, achei legal essa oportunidade dela atuar. O nível fica mais alto, acaba sendo enriquecedor para todos. E a Taiana fará um timaço com quem se juntar, é uma jogadora muito boa. Estávamos muito focadas, sabendo que não poderíamos errar nessa semifinal”, disse a bicampeã mundial Sub-21, que completou.

“Jogar com atletas como Ágatha e Juliana, mesmo que por períodos mais curtos, foi enriquecedor, aprendi coisas novas. Estou querendo muito, treinando sempre com todo gás, muito focada no processo todo para ter um time forte. Quero treinar da melhor maneira, dando meu máximo, sabendo que fiz tudo que poderia. Isso deixa as coisas mais leves, estou muito feliz com tudo que nosso time está construindo”.

Já Ágatha e Duda, campeãs da etapa de Natal, alcançaram a disputa de ouro com vitórias nas oitavas de final sobre Sandressa/Neide (AL), por 2 sets a 0 (21/14, 21/13); nas quartas de final sobre Lili/Josi (ES/SC) por 2 sets a 1 (21/19, 16/21, 9/15); e sobre Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) na semifinal, por 2 sets a 0 (21/18, 21/19). Ágatha analisou o começo de temporada e o aniversário de um ano da dupla, comemorado neste mês.

"Em um ano muita coisa mudou no nosso time, e mudou para melhor. Aquela etapa que vencemos em João Pessoa, nossa primeira juntas, foi meio no susto, não tínhamos treinado juntas nem três semanas completas. Foi na raça e no amor. Agora, depois de um ano, que já jogamos o Circuito Brasileiro e o Circuito Mundial. Já sabemos identificar os pontos que precisamos crescer e também as nossas qualidades. Nossa união é um fator diferencial. Essa etapa aqui em Fortaleza, no começo da temporada, é sempre difícil, fizemos jogos duros. Vence o time que está mais unido, que está com a energia lá em cima. Amanhã enfrentaremos um time que vem de grandes resultados, estão muito bem, mas vamos entrar em quadra querendo vencer".

O Circuito Brasileiro é composto por sete etapas, três que foram realizadas em 2017 - Campo Grande (MS), Natal (RN) e Itapema (SC) - e mais quatro neste ano. Além de Fortaleza (CE), a competição passará por João Pessoa (PB), de 21 a 25 de fevereiro, Maceió (AL), de 14 a 18 de março, e Aracaju (SE), de 4 a 8 de abril. Ainda em abril ocorre também o Superpraia, que reúne os melhores times da temporada e será disputado de 25 a 29, em Brasília (DF).

A competição distribui R$ 45 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são quase R$ 500 mil por etapa. A novidade nesta temporada fica por conta da volta do classificatório e do aumento de duplas, passando de 16 para 24 times na fase de grupos da competição.

VEJA A GALERIA DE FOTOS
http://2018.cbv.com.br/galeria/1992/fortaleza-ce---27.01.2018---semifinal-feminina-circuito-brasileiro

VEJA OS RESULTADOS DO DIA
http://www.aplicativoscbv.com.br/circuitobb/tabopen/tabelatodas.asp?site=29&sexo=F

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro