Alison/Bruno e Evandro/André decidem mais uma etapa, agora em João Pessoa

Publicado em: 24/02/2018 21:17

Em João Pessoa (PB) – 24.02.2018

A decisão da etapa de João Pessoa (PB) do Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia terá campeões olímpicos encarando campeões mundiais pela segunda vez consecutiva. Alison/Bruno Schmidt (ES/DF) e Evandro/André Stein (RJ/ES) se enfrentam na arena montada na Praia de Cabo Branco neste domingo (25.02), às 11h (de Brasília) após superarem três rodadas eliminatórias neste sábado (24.02).

A final terá transmissão ao vivo pelo canal SporTV 3. A partida que decide a medalha de bronze, com Vitor Felipe/Guto (PB/RJ) enfrentando Moisés/Ferramenta (BA/RJ), ocorre pouco antes, às 10h, também com exibição do ‘canal campeão’. Em cinco confrontos, são três vitórias de Alison/Bruno Schmidt (ES/DF) e duas de Evandro/André (RJ/ES).

Alison/Bruno Schmidt avançou ao superar na semifinal Moisés/Ferramenta (BA/RJ) por 2 sets a 0 (21/17, 21/19) em 46 minutos de partida. Mas disputaram neste sábado também quartas de final, quando venceram Rafael/Acosta (PR/URU), e oitavas de final, eliminando Jefferson/Miguel (MS/CE). Alison fez uma análise da dupla no torneio.

“Essa etapa está sendo muito difícil para nós, e não só pelo vento de João Pessoa. Estamos mesmo jogando no nosso limite máximo. A nossa comissão técnica exigiu um trabalho físico realmente forte para suportarmos os próximos desafios, já que neste domingo já partimos também para o Circuito Mundial. E faz parte do esporte se superar. Os outros semifinalistas são os dois líderes do ranking, são os favoritos, disputando o título brasileiro. Eles são os favoritos e nós estamos correndo por fora”, disse o ‘Mamute’.

Alison e Bruno Schmidt venceram os cinco duelos que tiveram em João Pessoa, quatro deles por 2 sets a 0. Na disputa da semifinal, Alison e Bruno conseguiram a vitória pelo número de contra-ataques gerados, e também por terem errado menos que Moisés e Ferramenta.

Já Evandro/André (RJ/ES) eliminou Vitor Felipe/Guto (PB/RJ) na outra semifinal, com triunfo por 2 sets a 0 (21/17, 21/19). Os saques fizeram a diferença mais uma vez, com quatro pontos no fundamento para o time que lidera o ranking. São quatro finais em cinco etapas na temporada 2017/2018, regularidade que garante a ponta da classificação.

 “Estamos trabalhando bastante para que nosso jogo flua, para que consigamos ter sempre um sistema defensivo melhor, que os detalhes sejam corrigidos. Nesta semana tive um problema difícil com minha mãe (dona Ana) sendo diagnosticada com um tumor. Estava ‘sem cabeça’, mas minha comissão técnica, que também é minha família, apoiou e ajudou a me por para cima. Minha psicóloga Maíra Ruas também fez um trabalho incrível, todos eles fizeram com que fosse possível eu estar aqui”, disse Evandro, que completou.

“No primeiro jogo eu fui muito mal, estava com a cabeça ainda lá no Rio de Janeiro. Perdemos a primeira partida. Aos poucos tentei entrar mais forte, para darmos continuidade no torneio, estamos liderando o ranking, buscando o título nacional. Felizmente conseguimos caminhar no torneio, estou feliz, agora pensar em Alison e Bruno e como superá-los”.

Evandro e André  chegam para a decisão com quatro vitórias e uma derrota, sofrida na estreia da fase de grupos, para Rafael/Acosta (URU). A parceria foi ‘carrasca’ dos atletas da casa, eliminado Álvaro /Saymon (PB/MS), nas oitavas, e Vitor Felipe/Guto (PB/RJ), na semifinal.

O Circuito Brasileiro é composto por sete etapas, três que foram realizadas em 2017 - Campo Grande (MS), Natal (RN) e Itapema (SC) - e mais quatro neste ano. Além de Fortaleza (CE), a competição passará por João Pessoa (PB), de 21 a 25 de fevereiro, Maceió (AL), de 14 a 18 de março, e Aracaju (SE), de 4 a 8 de abril. Ainda em abril ocorre também o SuperPraia, que reúne os melhores times da temporada e será disputado de 25 a 29, em Brasília (DF).

A competição distribui R$ 45 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são quase R$ 500 mil por etapa. A novidade nesta temporada fica por conta da volta do classificatório e do aumento de duplas, passando de 16 para 24 times na fase de grupos da competição.

VEJA A GALERIA DE FOTOS DO DIA
http://2018.cbv.com.br/galeria/2003/joao-pessoa-pb---24.02.2018---torneio-masculino

VEJA TODOS OS RESULTADOS DO DIA
http://www.aplicativoscbv.com.br/circuitobb/tabopen/tabelatodas.asp?site=30&sexo=m

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro