Brasil terá três duplas na disputa da próxima etapa do tour, em Lucerna

Publicado em: 08/05/2018 12:43

Poucos dias depois de conquistar três medalhas na etapa de Huntington Beach, o Brasil já terá duplas em ação novamente pelo Circuito Mundial de vôlei de praia 2018. A próxima parada do tour internacional será em Lucerna, na Suíça, em um torneio nível três estrelas e com três times representando o país. Elize Maia/Maria Clara (ES/RJ) e Josi/Lili (SC/ES) já estão na fase de grupos, enquanto Juliana/Andressa (CE/PB) busca vaga no classificatório.

As três duplas disputaram na última semana a etapa de Mersin, na Turquia, também nível três estrelas. Josi e Lili foram as melhores brasileiras na disputa e avançaram até a semifinal e acabaram na quarta colocação. A bloqueadora Lili analisou a regularidade da dupla nos últimos torneios e comentou sobre a expectativa para as condições climáticas na Suíça.

“Estamos muito motivadas. Nos últimos quatro torneios nacionais, fizemos semifinais em três, e na semana passada também, em Mersin. Estamos crescendo e buscando esse entrosamento e evolução a cada torneio. Ficamos felizes com a etapa passada, acabamos sofrendo mais no último dia, pois o vento estava muito forte. Mas tudo é aprendizado e vamos com tudo para a disputa aqui na Suíça. Estamos esperando frio e chuva na Suíça, teremos que nos adaptar rápido. Vamos atuar sempre com muita vontade e alegria”, disse Lili.

Elize Maia e Maria Clara (ES/RJ), e Josi/Lili (SC/ES) entram em quadra a partir de quinta-feira (10.05), diretamente na fase de grupos. O sistema de disputa acontece com os 32 times de cada naipe divididos em oito grupos de quatro duplas. Os primeiros colocados de cada chave após a fase de grupos vão direto às oitavas de final, enquanto segundos e terceiros disputam a repescagem. Desta fase em diante, a competição segue em formato eliminatório simples.

Elize Maia, que disputa em Lucerna a terceira etapa após voltar de lesão no joelho, comentou sobre o início de projeto com a carioca Maria Clara e a paciência para atingir os bons resultados. Elas ficaram na 17ª posição em Mersin e agora querem chegar mais longe.

“Jogamos na Turquia nosso primeiro torneio do Circuito Mundial juntas, e nos trouxe coisas que sabíamos que aconteceria como uma dupla nova. Maria e eu temos afinidade no diálogo e isso ajuda a acelerar o processo de formação de dupla. Mas nosso foco agora é fazer o melhor de cada uma individualmente, principalmente nesse início. Aos poucos, o time como um todo vai se transformando. Desejo que em Lucerne possamos colocar em prática o que conversamos e tiramos de aprendizado nesses 2 torneios que jogamos juntas”.

Juliana e Andressa partem do classificatório já nesta quarta-feira (09.05), quando disputarão uma partida eliminatória direta em busca da vaga na fase de grupos. O Brasil não terá representantes no naipe masculino na etapa suíça. 

Lucerna receberá um evento do Circuito Mundial pela terceira vez, tendo recebido uma etapa em 2015, além do Mundial Sub-21 em 2016, quando o Brasil conquistou o ouro com Duda/Ana Patrícia (SE/MG) e George/Arthur Lanci (PB/PR). Ao todo porém, o país já sediou mais de 30 etapas do tour internacional de vôlei de praia em cidades como Gstaad, Jona e Lausana.

O torneio na Suíça é do nível três estrelas e rende aos times campeões 600 pontos no ranking geral, além de uma premiação de cerca de R$ 34 mil. Ao todo são distribuídos cerca de R$ 250 mil para as duplas que disputam a competição. Até agora o Brasil soma sete medalhas no Circuito, sendo duas de ouro, quatro pratas e um bronze (veja a lista completa abaixo).

BRASIL NO CIRCUITO MUNDIAL 2018:

Etapa de Haia - Holanda (4 estrelas)
Maria Elisa/Carol Solberg - prata

Etapa de Fort Lauderdale - EUA (5 estrelas)
Fernanda Berti/Bárbara Seixas - ouro
Carol Horta/Taiana - prata

Etapa de Xiamen - China (4 estrelas)
Alison/Bruno Schmidt - bronze

Etapa de Huntington Beach - EUA (4 estrelas)
Fernanda Berti/Bárbara Seixas - ouro
Maria Elisa/Carol Solberg - prata
Evandro/André Stein - prata

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro