Duas duplas brasileiras avançam no classificatório em Miguel Pereira (RJ)

Publicado em: 24/05/2018 18:04

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 24.05.2018

O Brasil terá 14 duplas na fase principal da etapa uma estrela de Miguel Pereira, na região serrana do Rio de Janeiro. Nesta quarta-feira (24.05) foram disputados dois jogos pelo classificatório do torneio, com duas duplas do país avançando: Felipe Cavazin/Vinícius Cardoso (PR/RJ) e Luciano/Vinicius Rezende (ES) superaram seus adversários e conseguiram a classificação.

Felipe Cavazin e Vinícius superaram os noruegueses Opsahl e Tomter por 2 sets a 0 (21/16, 21/16), enquanto Luciano e Vinicius Rezende superaram os compatriotas Allison Francioni e Rafael Queiroz (SC/PR) também por 2 a 0, com parciais de 21/14 e 21/15. Outros dois times avançaram por bye, já que eram seis duplas lutando por quatro vagas: Jô/Eduardo Davi (PB/PR) e os canadenses Keith e Cull nem precisaram entrar em quadra.

Os classificados se juntam aos 12 times que já estavam garantidos, totalizando 16 duplas. Já estavam classificados os uruguaios Vieyto/Cairus e Baldi/Hannibal, os austríacos Wutzl/Frühbauer, os canadenses Burlacu/MacNeil, os colombianos Cuello/Cuesta e Rivas/Denis, os eslovacos Drobnic/Plahutnik e os brasileiros Hevaldo/Arthur Lanci (CE/PR), Ramon/Álvaro Andrade (RJ/SE), Thiago/Marcus Borlini (SC/ES), Oscar/Léo Gomes (RJ) e Harley/Bernat (DF/RJ).

No naipe feminino não ocorre a disputa do classificatório. O Brasil será representado por Vitória/Juliana Simões (RJ/PR), Talita/Hegê (CE), Thais/ Clara Carvalhaes (RJ), Aline/Diana (SC/RJ), Naiana/Rachel (CE/RJ) e Tainá/Victoria (SE/MS). Se juntam às brasileiras, atletas da Colômbia, Itália, Romênia, Suécia e Uruguai.

O formato do torneio funciona com as 16 duplas divididas em quatro grupos de quatro duplas, jogando em eliminatória dupla. Os vencedores da primeira rodada se enfrentam pelo primeiro lugar da chave, enquanto perdedores duelam pela terceira posição. Os primeiros de cada chave vão direto às quartas de final, enquanto segundos e terceiros disputam a repescagem.

A arena está montada na região do Lago do Javary, um dos cartões postais da cidade, com entrada franca à torcida. No Circuito Mundial de vôlei de praia, as etapas são divididas de uma a cinco estrelas de acordo com a premiação e pontuação distribuída aos atletas. A estrutura montada para a competição é composta por três quadras auxiliares e uma arena principal, com espaço de convivência dos jogadores.

Desde a criação do Circuito Mundial, em 1989, o Brasil nunca deixou de receber uma etapa, sendo o maior vencedor do tour. As cidades que já receberam a competição são Brasília (DF), Fortaleza (CE), Guarujá (SP), Itapema (SC), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), Santos (SP), São Paulo (SP) e Vitória (ES).

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro