Ana Patrícia/Rebecca e Luciano/Márcio Araújo vencem etapa de abertura em Maringá (PR)

Publicado em: 10/06/2018 14:47

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 10.06.2018

As duplas Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) e Luciano/Márcio Araújo (ES/CE) venceram neste domingo (10.06) a etapa de abertura do Circuito Brasileiro de vôlei de praia Challenger 2018. Os jogos foram disputados em Maringá (PR), na Vila Olímpica da cidade, com entrada franca à torcida. Esta foi a primeira de quatro paradas do torneio, que ainda terá disputas no Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF) e Jaboatão dos Guararapes (PE).

Ana Patrícia e Rebecca venceram na decisão a medalhista olímpica Juliana (CE) e sua parceira Andressa (PB) por 2 sets a 0 (21/19, 21/17), em 35 minutos de duração. A campanha perfeita da mineira e da cearense contou com cinco vitórias em cinco jogos e apenas um set perdido. Foi o primeiro torneio de Ana Patrícia após operação no dedo mínimo, fraturado na etapa de Aracaju (SE) do Circuito Brasileiro Open, em abril.

“Estou muito feliz com esse título, foi meu primeiro torneio após a fratura e cirurgia. Felizmente a recuperação foi muito tranquila, foi importante voltar bem, pois fica aquela ansiedade na cabeça, expectativa para atuar como antes. O ponto forte de nossa dupla, o companheirismo, segue forte como sempre. O medo foi se diluindo e nas partidas finais já não sentia nenhum receio. Vencer é sempre bom. Só tenho que agradecer aos membros da nossa comissão técnica, minha família, amigos e minha parceira”, analisou Ana Patrícia.

A medalha de bronze da etapa ficou com Val e Izabel (RJ/PA), que superaram Victoria e Tainá (MS/SE) por 2 sets a 1 (21/17, 22/24, 9/15), em 49 minutos. As campeãs da etapa recebem 400 pontos no ranking geral, que soma o desempenho em todos os torneios e define o vencedor da temporada. Vice-campeãs recebem 360 pontos, enquanto o bronze rende 320.

No naipe masculino, o medalhista olímpico Márcio Araújo (CE) voltou às quadras em grande estilo. Ao lado do capixaba Luciano, ele superou na final da etapa Ramon Gomes e Adrielson (RJ/PR) por 2 sets a 0 (21/15, 21/18), em 35 minutos. Márcio havia se aposentado em 2016, chegou a disputar um evento neste ano, mas jogando ‘no quintal’ de casa, em Fortaleza.

“Márcio é um jogador incrível, um dos mais habilidosos que nosso país já teve. Sempre se cuidou fisicamente e demonstrou que ainda faz a diferença, com ‘lenha para queimar’. Poder contar com a experiência e qualidade dele foi ótimo”, disse Luciano. A medalha de bronze da etapa paranaense ficou com Jefferson e Miguel (CE/MS), que venceram Jô/Léo Vieira (PB/DF) por 2 sets a 1 (21/11, 26/28, 11/15), em 1h05.

A competição conta com 12 duplas em cada gênero, divididas em três grupos de quatro. Oito delas já entram direto na fase de grupos, pelo ranking de entradas, enquanto quatro times saem da disputa do classificatório, disputa preliminar que ocorre no primeiro dia. Os primeiros e segundos de cada chave, além de dois melhores terceiros, vão às quartas de final, e deste ponto o torneio segue em formato eliminatório simples.

O Challenger é composto por quatro etapas, com campeões de cada parada e vencedores gerais, no somatório de todos os eventos. Além de Maringá (PR), serão realizadas etapas no Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF) e Jaboatão dos Guararapes (PR) entre junho e agosto. Assim, o torneio mantém um calendário competitivo para duplas brasileiras que não estão disputando o Circuito Mundial.

Os times campeões de uma etapa recebem 400 pontos no ranking geral e cerca de R$ 13 mil em premiações. É a segunda vez que Maringá (PR) abre a temporada do Challenger, já que em 2017 o mesmo aconteceu. Na oportunidade, Josi/Lili (SC/ES) e Fernandão/Bruno (ES/AM) foram os vencedores.

VEJA OS RESULTADOS DO TORNEIO MASCULINO
http://www.aplicativoscbv.com.br/challenger/tabopen/tabelatodas.asp?site=1004&sexo=m

VEJA OS RESULTADOS DO TORNEIO FEMININO
http://www.aplicativoscbv.com.br/challenger/tabopen/tabelatodas.asp?site=1004&sexo=F

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro