Brasil busca manter hegemonia em Portugal, sede da próxima etapa do tour

Publicado em: 03/07/2018 15:34

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 03.07.2018

Os ares das praias de Espinho, em Portugal, costumam fazer bem às duplas do vôlei de praia brasileiro. E nesta semana, de quarta-feira (04.07) a domingo (08.07), a cidade da Região Norte do país recebe mais uma vez uma etapa do Circuito Mundial. O torneio será da categoria quatro estrelas e o Brasil, maior vencedor em terras lusitanas, com 12 títulos, buscará manter a hegemonia.

A etapa de Espinho é a sétima de nove etapas do nível quatro estrelas do Circuito Mundial. Desde 2017, as competições são classificadas de uma a cinco estrelas de acordo com a pontuação e a premiação que oferecem aos atletas. O torneio é composto por 32 times no masculino e o mesmo número no feminino, rendendo 20 mil dólares aos campeões e 800 pontos no ranking.

O Brasil conta com seis duplas já garantidas na fase de grupos pela posição no ranking de entradas, três em cada gênero. Outros dois times podem avançar pela disputa do classificatório. Entre as mulheres, Carol Solberg/Maria Elisa (RJ), Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ) e Taiana Lima/Carolina Horta (CE) partem já da fase de grupos, na quinta-feira (05.07).

Ágatha e Duda (PR/SE), bronze na etapa passada, optaram por não disputar esta etapa. Já Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), que nesta terça-feira (03.07) superou Josi/Lili (SC/ES) por 2 sets a 0 (23/21, 21/17) na disputa do country quota (vaga do país), busca a vaga no classificatório, nesta quarta-feira (04.06). Nele, até 32 times se enfrentam em partidas eliminatórias diretas e os oito times vencedores avançam para a fase de grupos do torneio.

Entre os homens, já estão classificados para a fase de grupos Alison/André Stein (ES), Evandro/Vitor Felipe (RJ/PB) e Pedro Solberg/Bruno Schmidt (RJ/DF). Eles entram em quadra pela primeira vez na sexta-feira (06.07). A dupla brasileira masculina que disputará o classificatório na quinta-feira (04.07) sairá da disputa do country quota. Álvaro Filho/Luciano (PB/ES), Ricardo/Guto (BA/RJ) e Thiago/George (SC/PB) se enfrentam.

Evandro e Vitor Felipe chegam embalados, já que conquistaram a prata da etapa quatro estrelas de Varsóvia, na Polônia, no último domingo.

“Essa medalha de prata foi muito boa, significa que estamos no caminho certo na nossa retomada de dupla. Ficamos em quinto no primeiro torneio, agora a prata na Polônia. Temos muitas coisas para melhorar, detalhes para evoluir, e manter essa consciência é importante. Vamos buscar um bom desempenho em Portugal, onde o Vitor Felipe já foi feliz na temporada passada”, disse Evandro, referindo-se ao ouro do parceiro, que na época atuava com George.

As 32 duplas (24 pelo ranking de entradas e oito provenientes do classificatório) são divididas em oito grupos de quatro equipes. Após os jogos da primeira fase, os primeiros colocados vão direto às oitavas de final, enquanto segundos e terceiros disputam a repescagem. As finais do naipe feminino ocorrem no sábado (07.07), e do masculino, no domingo (08.07).

As duplas brasileiras somam até agora 19 medalhas no Circuito Mundial de vôlei de praia 2018, sendo oito de ouro, sete de prata e quatro de bronze. Espinho é a única cidade de Portugal que já sediou etapas do Circuito Mundial adulto. Ela já recebeu 14 eventos no naipe masculino e nove torneios no naipe feminino, com o Brasil sendo o maior vencedor – 12 ouros - e maior medalhista, com 36 pódios.

TODOS OS CAMPEÕES EM PORTUGAL:

MASCULINO
1. Espinho - 1995 - Franco/Roberto Lopes (BRA) 
2. Espinho - 1996 - Mike Dodd/Mike Whitmarsh (EUA) 
3. Espinho - 1997 - Jan Kvalheim/Bjorn Maaseide (NOR) 
4. Espinho - 1998 - Loiola/Emanuel (BRA) 
5. Espinho - 1999 - Loiola/Emanuel (BRA) 
6. Espinho - 2000 - Zé Marco/Ricardo (BRA) 
7. Espinho - 2001 - Loiola/Ricardo (BRA) 
8. Espinho - 2002 - Stein Metzger/Kevin Wong (EUA) 
9. Espinho - 2003 - Emanuel/Ricardo (BRA) 
10. Espinho - 2004 - Emanuel/Ricardo (BRA) 
11. Espinho - 2005 - Julius Brink/Kjell Schneider (ALE) 
12. Espinho - 2006 - Julius Brink/Dieckmann (ALE) 
13. Espinho - 2007 - Emanuel/Ricardo (BRA) 
14. Espinho - 2017 - Vitor Felipe/George (BRA)

FEMININO
1. Espinho - 1995 - Holly McPeak/Nancy Reno (EUA) 
2. Espinho - 1996 - Sandra Pires/Jackie Silva (BRA) 
3. Espinho - 1997 - Mônica Rodrigues/Adriana Samuel (BRA) 
4. Espinho - 1998 - Barbra Fontana/Hanley (EUA) 
5. Espinho - 1999 - Annette Davis/Jenny Jordan (EUA) 
6. Espinho - 2000 - Masakayan/Youngs (EUA) 
7. Espinho - 2001 - Kerri Walsh/Misty May-Treanor (EUA) 
8. Espinho - 2005 - Kerri Walsh/Misty May-Treanor (EUA) 
9. Espinho - 2007 - Juliana/Larissa (BRA)

BRASIL NO CIRCUITO MUNDIAL 2018:

Etapa de Haia - Holanda (4 estrelas)
Maria Elisa/Carol Solberg - prata

Etapa de Fort Lauderdale - EUA (5 estrelas)
Fernanda Berti/Bárbara Seixas - ouro
Carol Horta/Taiana - prata

Etapa de Xiamen - China (4 estrelas)
Alison/Bruno Schmidt - bronze

Etapa de Huntington Beach - EUA (4 estrelas)
Fernanda Berti/Bárbara Seixas - ouro
Maria Elisa/Carol Solberg - prata
Evandro/André Stein - prata

Etapa de Itapema - Brasil (4 estrelas)
Ágatha/Duda - ouro
Evandro/André Stein - ouro

Etapa de Miguel Pereira - Brasil (1 estrela)
Vinícius/Luciano - ouro
Bernat/Harley - prata
Ramon Gomes/Álvaro Andrade - bronze
Aline/Diana - prata
Tainá/Victoria - bronze

Etapa de Nantong - China (2 estrelas)
Josi/Lili - ouro

Etapa de Nanquim - China (2 estrelas)
Josi/Lili - ouro

Etapa de Manavat - Turquia (1 estrela)
Oscar/Luciano - ouro

Etapa de Varsóvia - Polônia (4 estrelas)
Evandro/Vitor Felipe - prata
Ágatha/Duda -bronze

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro