Brasil segue com três duplas no torneio masculino em Espinho

Publicado em: 06/07/2018 20:39

O dia inaugural da chave masculina do torneio quatro estrelas de Espinho (POR), etapa do Circuito Mundial Vôlei de Praia 2018, foi de altos e baixos para as duplas brasileiras. Dos oito jogos disputados nesta sexta-feira (06.07) foram quatro vitórias. Evandro/Vítor Felipe (RJ/PB) foi a única parceria a vencer os dois compromissos que tiveram, e avançaram direto para a fase de oitavas de final.

Apesar dos bons resultados a dupla não teve vida fácil no evento. Na primeira partida Evandro e Vitor enfrentaram os japoneses Yusuke Ishijima e Takumi Takahashi, com vitória em dois sets  (21/13 e 21/15). Na rodada seguinte os adversários foram os cubanos Nivaldo Diaz e Sérgio Gonzalez. Desta vez os brasileiros precisaram do tiebreak para manterem a invencibilidade (19/21, 23/21 e 15/13).

“Estamos muito felizes de conseguirmos avançar direto para as oitavas de final mais uma vez. Assim economizamos um jogo no torneio. A partida contra os cubanos foi bem dramática, mas conseguimos o nosso objetivo. Agora vamos descansar e nos preparar para a continuidade do torneio. Aqui contamos com o apoio da torcida portuguesa que se juntou aos brasileiros. Na verdade, em todas as partes do mundo em que vamos tem algum brasileiro para nos apoiar, o que é sempre importante”, disse Evandro.

Ricardo/Guto (BA/RJ) e Pedro Solberg/Bruno Schmidt (RJ/DF) conseguiram uma vitória em dois jogos cada, e terão que disputar a repescagem neste sábado (07.07). Ricardo e Guto começaram o dia com vitória sobre Taylor Crabb/Jake Gibb (EUA) por 2 sets a 1 (19/21, 24/22 e 15/12). Depois, em nova disputa acirrada, acabaram superados por Saimolovs/Smedins (LET) por 2 sets a 1 (15/21, 21/15 e 15/17). Agora a dupla terá Evans/Kolinske (EUA) pela frente na briga por um lugar nas oitavas.

Já Pedro e Bruno começaram com dificuldades contra Walkenhorst/Winter (ALE), e acabaram sofrendo o revés por 2 sets a 0 (18/21 e 26/28). Eles se recuperaram na rodada seguinte e superaram os canadenses Sam Pedlow e Sam Schachter por 2 sets a 1 (21/14, 19/21 e 15/10). Na repescagem Pedro Solberg e Bruno Schmidt enfrentarão Semenov/Leshukov (RUS).

A dupla recém-formada por Alison e André (ES) acabou dando adeus à competição em Espinho após dois resultados negativos na fase de grupos. Primeiro eles lutaram muito, mas foram superados por Dressler/Seidl (AUT) no tiebreak (11/21, 13/21 e 15/17). No segundo jogo do dia eles não conseguiram passar pelos alemães Thole e Wickler (19/21 e 12/21).

A etapa de Espinho é a sétima de nove etapas do nível quatro estrelas do Circuito Mundial. Desde 2017, as competições são classificadas de uma a cinco estrelas de acordo com a pontuação e a premiação que oferecem aos atletas. O torneio é composto por 32 times no masculino e o mesmo número no feminino, rendendo 20 mil dólares aos campeões e 800 pontos no ranking.

Na Rússia, brasileiros vão à repescagem

O Brasil também conta com representantes no torneio uma estrela em Anapa, na Rússia. Nesta sexta-feira a dupla Márcio Gaudie e Arthur (RJ/PR) estreou na chave C com vitória sobre Golovin/Myskiv (RUS) por 2 sets a 0 (21/15 e 21/13). No entanto, na segunda rodada da primeira fase os brasileiros foram superados por Ha/Wu (CHN) por 2 sets a 0 (21/23, 12/21). Agora Márcio e Arthur precisam passar pela repescagem para continuarem na competição. A partida que vale um lugar nas quartas de final será neste sábado (07.07) contra outra dupla russa, Gorbenkho/Likoletov.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro