Maria Clara/Elize Maia e Tainá/Victoria vão às oitavas de final no México

Publicado em: 26/10/2018 09:18

Da redação, em Vila Velha (ES) – 25.10.2018

O Brasil garantiu duas vagas nas oitavas de final do torneio feminino na etapa de Chetumal (México) do Circuito Mundial de vôlei de praia 18/19. Maria Clara/Elize Maia (RJ/ES) e Tainá/Victoria (SE/MS) venceram duas vezes nesta quinta-feira (25.10) e se classificaram em primeiro lugar de suas respectivas chaves.

Nesta sexta-feira (26.10), elas entram em quadra somente uma vez, na partida pelas oitavas de final. As brasileiras aguardam as adversárias que sairão da repescagem, na rodada da manhã. Os jogos de quartas de final e semifinais serão no sábado (27.10), e as disputas de medalha, no domingo (28.10). Chetumal tem duas horas a menos em relação ao horário de Brasília.

Maria Clara e Elize Maia começaram o dia vencendo as irmãs colombianas Andrea e Claudia Galindo por 2 sets a 1 (21/15, 18/21 e 15/10), em 50 minutos. Mais tarde, triunfo por 2 sets a 0 (21/16, 21/13) contra as russas Abalakina/Dabizha, em 30 minutos, e vaga garantidas nas oitavas de final. Maria Clara, que tem um bronze nesta temporada, analisou o primeiro lugar da chave E.

“Não jogamos tão bem pela manhã, estava muito quente, ficamos esperando o jogo acontecer ao invés de entrarmos mais firme. As colombianas são muito guerreiras, jogam com raça, foi importante vencer. Saímos felizes, mas agora vamos descansar, o calor está intenso, a areia bem fofa. O público compareceu em peso, foi muito bacana, até pela torcida que recebemos aqui, foi uma recepção muito calorosa”, disse Maria.

Tainá e Victoria também começaram com duas vitórias. Na estreia, levaram a melhor sobre as canadenses Julie Gordon e Shanice Marcelle no tie-break, com parciais de  19/21, 21/8, 15/5, em 38 minutos. Na segunda partida do grupo F, vitória sobre as norte-americanas Brittany Howard e Kelly Reeves por 2 sets a 0 (21/15, 21/17), em 33 minutos.

Tainá, campeã mundial Sub-19, analisou o triunfo e a importância de vencer a primeira fase, o que não havia ocorrido em etapas passadas.

“Estamos muito felizes com esse bom começo, jogamos duas etapas quatro estrelas recentemente, acabamos perdendo os dois jogos, então queríamos dar a volta por cima. Foram jogos no tie-break, serviu de motivação. Viemos para o México bastante focadas, felizmente conseguimos avançar bem e queremos manter esse bom volume”.

O torneio no México rende 600 pontos no ranking do Circuito Mundial e um prêmio de 10 mil dólares à dupla campeã, sendo disputado apenas no naipe feminino. É a primeira vez que Chetumal, cidade na costa leste da Península de Yucatán, recebe uma etapa internacional. O torneio é o penúltimo de 2018, mas já é válido para a temporada 18/19.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro