Maria Clara/Elize Maia e Tainá/Victória vão às quartas de final no México

Publicado em: 26/10/2018 23:00

Da redação, em Vila Velha (ES) – 26.10.2018

As duplas brasileiras Maria Clara/Elize Maia (RJ/ES) e Tainá/Victória (SE/MS) deram mais um passo rumo ao pódio da etapa três estrelas de Chetumal (México) do Circuito Mundial. Os times venceram nesta sexta-feira (26.10) seus duelos pelas oitavas de final da competição válida pela temporada 18/19 e voltam à quadra neste sábado (27.10).

Maria Clara e Elize Maia enfrentarão a tricampeã olímpica norte-americana Kerri Walsh e sua parceira Brooke Sweat neste sábado, com horário ainda indefinido. Maria e Elize venceram nesta sexta-feira as norte-americanas Kim DiCello e Irene Pollock por 2 sets a 0 (21/14, 21/10), em 29 minutos de duração. A defensora carioca analisou.

“O primeiro set foi mais equilibrado, no segundo conseguimos desenvolver melhor nosso jogo. A Kim está voltando agora após ter sido mãe, já joguei contra ela muitas vezes, já treinamos. Sei como é essa busca pelo ritmo, ver uma jogadora voltando da gravidez é muito bacana. Estamos vindo do quarto torneio seguido, existe o embalo, mas também o cansaço. Mas estamos administrando bem, trazendo coisas positivas para nossa equipe”, disse Maria.

Do outro lado da chave, Tainá e Victoria encaram as gêmeas canadenses Megan e Nicole McNamara, vice-campeãs dos Jogos da Juventude de 2014, confronto que aconteceu na última semana, na etapa de Las Vegas, com vitória das brasileiras no classificatório. Nas oitavas, a dupla superou as holandesas Laura Bloem e Jolien Sinnema por duplo 21/16, em 32 minutos.

“Era um time que ainda não havíamos enfrentado, mas sabíamos que eram garotas habilidosas. Acredito que nosso diferencial foi manter a calma, a tranquilidade. Jogar contra times experientes no Circuito Brasileiro ajuda nessas horas. Melhoramos no saque e também fez a diferença para ganharmos por dois sets diretos”, disse Tainá.

O torneio no México rende 600 pontos no ranking do Circuito Mundial e um prêmio de 10 mil dólares à dupla campeã, sendo disputado apenas no naipe feminino. É a primeira vez que Chetumal, cidade na costa leste da Península de Yucatán, recebe uma etapa internacional. O torneio é o penúltimo de 2018, mas já é válido para a temporada 18/19.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro