Thiago/George começa com uma vitória e uma derrota e vai à repescagem

Publicado em: 07/03/2019 08:42

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 07.03.2019

A dupla brasileira Thiago/George (SC/PB) largou com uma derrota e uma vitória na fase de grupos da etapa três estrelas de Sydney (Austrália), em jogos disputados na noite da última quarta-feira (06.03) e madrugada desta quinta (07.03), no horário brasileiro. A parceria disputa agora a repescagem e busca a classificação para as oitavas de final do torneio válido pelo Circuito Mundial de vôlei de praia 2019.

O duelo pela repescagem será contra os australianos McHugh/Schubert e ocorre ainda nesta quinta-feira no Brasil, às 22h30. Os dois times já se enfrentaram uma vez, nas quartas de final da etapa chinesa de Haiyang, quando Thiago e George venceram por 2 sets a 1 (21/17, 13/21, 15/9). Caso vençam, os brasileiros encaram nas oitavas os russos Myskiv/Samoday.

Thiago e George largaram no grupo F sendo superados pelos lituanos Lukas Kazdailis e Arnas Rumsevicius por 2 sets a 1 (19/21, 21/18, 15/13), em 56 minutos. Horas depois, superaram os tailandeses Jongklang/Padsawud por 2 sets a 0 (29/27, 21/16), em 44 minutos. O campeão brasileiro de 2010, Thiago analisou as duas primeiras partidas do time.

“Na estreia, contra a Lituânia, tivemos um jogo muito disputado, com todos os sets muito equilibrados, mas eles acabaram levando, especialmente pelos bons saques. Apesar do revés, saímos muito tranquilos pela garra. Contra a Tailândia, fomos entrando no jogo no meio do set, eles jogaram muito bem, possuem um potencial físico muito grande. O primeiro set teve um placar atípico muito por conta disso, mas depois de abrir 1 a 0, tivemos mais facilidade na sequência. E jogar aqui na Austrália é excelente, um lugar lindo, com muitos brasileiros e uma torcida muito educada. Vamos com tudo para a sequência do torneio”.

As duplas campeãs da etapa de Sydney recebem um prêmio de cerca de R$ 38 mil, além de 600 pontos no ranking geral da Federação Internacional de Voleibol.

O Brasil soma sete medalhas em torneios internacionais disputados em Sydney. Além das medalhas olímpicas de prata de Ricardo/Zé Marco (BA/PB) e Adriana Behar/Shelda, e do bronze de Adriana Samuel/Sandra Pires (RJ) em 2000, o país conquistou também duas pratas em etapas do Circuito Mundial, com Guilherme Marques/André Lima, e dois bronzes, com Franco/Roberto Lopes, ambas em 1991 e 1992.

Na etapa de abertura do Circuito Mundial em 2019, o Brasil ficou com o ouro de Ana Patrícia e Rebecca (MG/CE). Após Sydney, a etapa seguinte será o torneio quatro estrelas de Doha, no Qatar, que já conta pontos para a corrida olímpica brasileira. A competição contará apenas com o naipe masculino.

A primeira etapa da corrida olímpica brasileira no feminino ocorre em Xiamen, na China, de 24 a 28 de abril. O Brasil é o atual campeão do Circuito Mundial no naipe feminino, com Ágatha e Duda (PR/SE).

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro