Paraibana de coração e nova geração avançam à fase de grupos em João Pessoa

Publicado em: 10/04/2019 17:29

Da redação, em João Pessoa (PB) – 10.04.2019

As últimas oito vagas disponíveis à etapa de João Pessoa (PB) do Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia 18/19 foram preenchidas nesta quarta-feira (10.04), após duelos pelo classificatório do torneio feminino. Estavam na disputa 31 times, que duelaram em 23 partidas eliminatórias na arena montada na Praia de Cabo Branco. Destaque para uma paraibana ‘de coração’ e jovens revelações que vem se firmando no tour nacional.

Nesta quinta-feira (11.04), além do início da fase de grupos pelo torneio feminino, ocorre a disputa do classificatório ao torneio masculino, em partidas das 7h30 às 17h. A entrada na arena é franca e os jogos contam com transmissão ao vivo, gratuita, pelo site voleidepraiatv.cbv.com.br e pelo Facebook da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).

As oito duplas que avançaram foram Naiana/Diana (CE/RJ), Cris/Verena (SP/CE), Fabrine/Pitty (BA), Sandressa/Mayana (AL/TO), Solange/Eunyce (DF/AL), Carolina Ferraris/Rosimeire Lima (RJ/AL), Hegê/Talita (CE) e Thamela/Ingridh (ES/PR). Com exceção de Naiana e Diana, que eram ranking 1 e passaram pela primeira rodada sem terem que entrar em quadra, os demais times venceram dois jogos seguidos para confirmarem a vaga.

A alagoana Sandressa mora na capital paraibana desde 2017, onde chegou para treinar no CT Cangaço e evoluir como atleta. Por isso, vencer na cidade tem um sabor especial.

“Já considero João Pessoa minha segunda casa, amo essa cidade, já faz um tempo considerável que moro aqui, então é algo muito bacana vencer e conseguir a vaga aqui. E é muito próximo a Maceió, a família pode vir me assistir, tem os amigos daqui. Está no meu coração. Mayana e eu já tínhamos jogado juntas em 2015, depois cada uma seguiu seu caminho, e agora retomamos o time para essa etapa, deu muito certo, tem sintonia. Vamos com tudo”.

Quem também avançou foi a dupla ‘caçula’, mais jovem entre os times da fase de grupos do Circuito Brasileiro Open, formada por Thamela, 18 anos, e Ingridh, de 19. Thamela inclusive chega empolgada para a etapa, já que nas duas últimas semanas foi ouro em duas etapas do Classificatório Sul-Americano ao Mundial Sub-21.

“Treinamos forte, mas chegar de uma competição internacional, tendo conquistado dois ouros, é muito melhor. Tem o cansaço, mas faz parte, prefiro vir com esse ritmo de campeonato, essa motivação. O foco aumenta, a concentração já está muito ativada. Fico feliz por termos conquistado novamente essa vaga”, disse Thamela.

Ingridh também comentou a evolução da parceria com a capixaba. Elas disputarão neste mês uma etapa do Circuito Sul-Americano 2019, defendendo juntas o país pela primeira vez na categoria adulta. A paranaense comentou o entrosamento dentro e fora das quadras.

“Estamos muito felizes pelo crescimento, desde o primeiro classificatório que passamos, nesta temporada, fomos buscando sempre evoluir. Devemos isso aos nossos técnicos, a Cida (Lisboa), que tem feito um ótimo trabalho conosco, aos meus técnicos de Maringá, que acreditaram no nosso trabalho. Somos a dupla mais nova do Circuito. E vamos continuar trabalhando forte, temos muito para crescer ainda mais. A gente tenta sempre passar um período de treinamento juntas. Ela vai para Maringá, outras vezes eu vou para São Cristóvão. E a afinidade ajuda muito, é como se fosse uma família. Faz muita diferença”.

As oito duplas classificadas nesta quarta se juntam aos 16 times que já estavam garantidos pelo ranking de entradas. São eles Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), Ágatha/Duda (PR/SE), Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ), Carol Solberg/Maria Elisa (RJ), Tainá/Victoria (SE/MS), Juliana/Andressa (CE/PB), Carolina Horta/Ângela (CE/DF), Josi/Neide (SC/AL), Vivian/Vitoria (PA/RJ), Val/Érica Freitas (RJ/MG), Aline/Juliana Simões (SC/PR), Rafaela/Jéssica (PA), Izabel/Thati (PA/PB), Thais/Teresa (RJ/CE) e Flávia Moura/Bárbara Ferreira (RJ).

O Circuito Brasileiro 18/19 conta com sete etapas, começando em setembro de 2018 e seguindo até abril deste ano. Na primeira etapa da temporada, disputada em Palmas (TO), Hevaldo/Arthur Lanci (CE/PR) e Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) ficaram com a medalha de ouro. Já na segunda parada, disputada no mês de outubro, em Vila Velha (ES), títulos para Guto/Saymon (RJ/MS) e Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ).

Em Campo Grande (MS), em novembro do ano passado, ouro de Pedro Solberg/Bruno Schmidt (RJ/DF) e Ágatha/Duda (PR/SE). Já em janeiro deste ano, na retomada do tour em São Luís (MA), títulos para Ricardo/Álvaro Filho (BA/PB) e Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), e em Fortaleza (CE), ouro para Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF) e Carol Solberg/Maria Elisa (RJ). Na etapa de Natal (RN), título para Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) e Ricardo/Álvaro Filho (BA/PB).

Além das duplas campeãs de cada etapa, também existem os campeões gerais da temporada, somando a pontuação obtida nos sete eventos. A competição distribui R$ 45 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são distribuídos quase R$ 500 mil por etapa.

VEJA OS RESULTADOS DO DIA
http://www.aplicativoscbv.com.br/circuitobb/tabopen/tabelatodas.asp?site=41&sexo=F

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro