Duplas brasileiras representam o país na etapa de Camaçari (BA)

Publicado em: 18/04/2019 12:04

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 18.04.2019

A quinta etapa do Circuito Sul-Americano de vôlei de praia 2019 acontece nesta semana, de sexta-feira (19.04) a domingo (21.04), em Camaçari (BA). E o Brasil será representado por uma legião de duplas em busca de medalhas e da manutenção da liderança dos rankings masculino e feminino. Inclusive com a presença do campeão olímpico Ricardo (BA), que no último final de semana conquistou o heptacampeonato brasileiro.

Serão 11 duplas brasileiras no naipe masculino. Ricardo, que foi campeão nacional na última semana ao lado de Álvaro Filho (PB), jogará o sul-americano com o capixaba Vinícius (ES). Ele comentou a expectativa por atuar em casa enquanto ainda curte a conquista.

“Disputar esse torneio logo após a conquista do meu heptacampeonato brasileiro é muito motivador, a cidade está respirando o vôlei de praia. Jogando ao lado do Vinícius, um atleta dessa nova geração, que está num momento muito bom. Estamos felizes de fazer essa parceria, isso vai ajudar, vamos nos divertir. O que está marcando mais é o empenho de todos em fazer um grande evento”, disse Ricardo, que completou.

“E é mais prazeroso pelo fato de que ficará um legado do vôlei de praia neste espaço, uma quadra para as pessoas praticarem. Não só pelo esporte, mas pelo que será deixado para a comunidade. Vou ter amigos e familiares participando desse momento, um período muito especial para mim, ainda saboreando essa conquista e recebendo o carinho das pessoas”.

Além de Ricardo/Vinícius, participam do torneio Averaldo/Bruno (TO/AM), Eduardo Davi/Felipe Cavazin (PR), Ramon Gomes/Fernandão (RJ/ES), Jô/Léo Vieira (PB/DF)), Matheus Maia/Vinicius Cardoso (RJ), Anderson Melo/Jefferson (RJ/CE), Rafael/Renato (PB), Álvaro Andrade/Fábio (SE/CE), Adelmo/Arthur (BA/MS) e Pedro Resende/Rafa (PB/PR).

Já no naipe feminino são 10 duplas que representam o país: Val/Érica Freitas (RJ/MG), Thâmela/Ingridh (ES/PR), Tainá/Victoria (SE/MS), Diana/Andressa (PB/RJ), Carol Horta/Ângela (CE/DF), Juliana Simões/Aline Lebioda (PR/SC), Rafaela/Jéssica (PA), Pity/Fabrine (BA), Sandressa/Rosimeire (AL) e Hegê/Talita (CE). Ingridh, 19 anos, e Thamela, 18, representarão o país pela primeira vez em um torneio adulto. A paranaense celebrou.

“Ficamos muito felizes com a convocação, Thâmela vem disputando algumas competições internacionais de base, então vem de um ritmo muito bom, de várias competições seguidas, especialmente ela. Queremos dar nosso melhor, chegamos antes, nos preparamos. Fizemos uma temporada boa, passando pela primeira vez no classificatório, estamos contentes pela evolução, devemos isso aos profissionais que nos auxiliam. Cida Lisboa (técnica), nossos técnicos Maringá e nossos patrocinadores”, disse Ingridh.

Os pontos obtidos em cada etapa vão para o país, de acordo com a classificação final da melhor dupla de cada nação nos eventos. Ao final, os pontos são somados e o país na liderança do ranking é declarado campeão geral. O Brasil lidera o ranking feminino, com 800 pontos, e aparece dividindo a primeira posição com o Chile no masculino, com 700 pontos.

O torneio em Camaçari conta com 16 duplas em cada gênero, divididas em quatro grupos de quatro. Os dois melhores colocados de cada grupo avançam à fase eliminatória de quartas de final. Depois a disputa segue para semifinal, disputa de bronze e final.

O Circuito Sul-Americano conta com cinco etapas regulares e dois torneios ‘Finals’, com formato diferente, maior pontuação e premiação, um para o masculino e outro para o feminino. Além de São Francisco do Sul (SC), Coquimbo (Chile), Lima (Peru), Brasília (DF) e agora Camaçari (Bahia), os torneios ‘Finals’ serão em Resistência (Argentina), para o naipe feminino, e Brasil, em cidade que será definida, no masculino.

BRASIL NO CIRCUITO SUL-AMERICANO 2019

1ª Etapa - São Francisco do Sul (Brasil)
Josi/Neide (SC/AL) - ouro
Thiago/George (SC/PB) - bronze

2ª Etapa - Coquimbo (Chile)
Tainá/Victoria (SE/MS) - ouro
Carol Horta/Ângela (CE/DF) - prata
Jô/Léo Vieira (PB/DF) - bronze

3ª Etapa - Lima (Peru)
Josi/Neide (SC/AL) - ouro
Eduardo Davi/Adrielson (PR) - prata

4ª Etapa - Brasília (DF)
Carolina Horta/Ângela (CE/DF) - ouro
Hevaldo/Arthur Lanci (CE/PR) - ouro
Tainá/Victoria (SE/MS) - prata

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro