Alison/Álvaro e Evandro/Bruno já se garantem nas oitavas de final

Publicado em: 30/05/2019 16:41

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 30.05.2019

O Brasil avançou com três duplas à fase eliminatória do torneio masculino na etapa de Ostrava (República Tcheca), pelo Circuito Mundial de vôlei de praia 2019. Alison/Álvaro Filho (ES/PB) e Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF) venceram duas vezes nesta quinta-feira (30.05) e garantiram vaga nas oitavas de final. Pedro Solberg e Vitor Felipe (RJ/PB) tiveram uma vitória e uma derrota no início de competição e jogarão a repescagem do torneio.

Já André Stein e George (ES/PB), que perderam na estreia, jogam o segundo jogo da fase de grupos nesta sexta-feira (30.05). Eles precisam vencer dupla alemã para irem à repescagem e seguirem na etapa quatro estrelas do tour internacional.

Os adversários da fase eliminatória, tanto da repescagem, quanto das oitavas de final, só serão definidos na manhã desta sexta-feira (30.05), após o fim da fase de grupos. O Brasil busca repetir os bons resultados da etapa passada, em Jinjiang (China), quando subiu ao pódio com prata e bronze. As finais do torneio em Ostrava ocorrem no domingo (02.06).

Pelo grupo D, o primeiro confronto já colocou duas duplas brasileiras frente a frente. Alison e Álvaro Filho superaram André Stein e George de virada, com parciais de 17/21, 21/15, 15/10, em 53 minutos de jogo. Horas depois, o campeão olímpico e o medalhista pan-americano superaram os catarianos Samba e Tijan no set de desempate, com parciais de 21/19, 18/21, 15/9. Alvinho comemorou a evolução do time e o bom começo de torneio.

“Foram dois jogos difíceis, André e George vieram de um bom resultado na China, e a dupla do Qatar é ranking de entradas número quatro do torneio, foram partidas onde tivemos que demonstrar a força do nosso time. Isso deixa claro que estamos evoluindo, criando características de equipe. Sabemos que vamos dar um passo de cada vez, que teremos que nos superar dia após dia, mas felizes por esse crescimento”, declarou.

André Stein e George encaram a dupla alemã Nils Ehlers e Lars Fluggen nesta sexta-feira, às 5h50, valendo a terceira colocação da chave e vaga na repescagem do torneio.

Evandro e Bruno Schmidt superaram na estreia do torneio os austríacos Robin Seidl e Philipp Waller de virada, com parciais de 17/21, 21/12, 15/12, em 46 minutos. A partida valendo a liderança do grupo G foi contra os chineses Peng Gao e Yang Li, com mais um triunfo da dupla verde e amarela: 2 sets a 0 (21/19, 21/19), em 35 minutos de duração.

Pedro Solberg e Vitor Felipe estrearam no torneio com vitória sobre os canadenses Pedlow e Schachter: 2 sets a 1 (21/16, 19/21, 17/15), em 52 minutos. Na sequência, valendo a liderança do grupo C, duelaram contra os russos Krasilnikov/Stoyanovskiy, mas acabaram sofrendo a virada por 2 sets a 1 (18/21, 21/15, 15/9), em 43 minutos de duração.

Ostrava será o terceiro torneio do nível quatro estrelas em três semanas. O primeiro aconteceu em Itapema (SC), terminando no dia 19 deste mês. Na sequência veio a etapa de Jinjiang (China), encerrada no último domingo, e agora é a vez da cidade tcheca. A etapa de Ostrava conta pontos para a corrida olímpica brasileira. A cidade recebeu um torneio do Circuito Mundial pela primeira vez em 2018.

Os torneios do Circuito Mundial são divididos em estrelas (uma até cinco). Ostrava é o quinto torneio nível quatro estrelas disputado em 2019. Outros cinco desta categoria serão realizados até o final do ano. com distribuição de cerca de R$ 1,2 milhão em prêmios para todos os times em disputa, sendo cerca de R$ 80 mil para a dupla campeã de cada naipe.  A competição também dará 800 pontos aos campeões em cada naipe.

A corrida olímpica que define as duplas brasileiras para Tóquio-2020 leva em consideração os 10 melhores resultados nos eventos quatro e cinco estrelas, além do Campeonato Mundial. Essa disputa acontece em paralelo com a disputa para assegurar a vaga do país, que segue as regras da Federação Internacional de Voleibol (FIVB). Cada nação pode ser representada por, no máximo, duas duplas em cada naipe.

Os países possuem quatro maneiras de garantir a vaga: vencendo o Campeonato Mundial 2019; sendo finalistas do Classificatório Olímpico, que será disputado na China, também em 2019; estando entre as 15 melhores duplas do ranking olímpico internacional; vencendo uma das edições da Continental Cup (América do Norte, América do Sul, África, Ásia e Europa). O Japão, sede, tem uma dupla em cada naipe já garantida.

VEJA A GALERIA DE FOTOS
http://worldtour.2019.fivb.com/en/most2019/men/photos/maindraw

VEJA OS RESULTADOS DO DIA
http://worldtour.2019.fivb.com/en/most2019/men/results/maindraw

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro