Cabo Frio (RJ) recebe terceira e última etapa em prévia ao Challenger

Publicado em: 01/07/2019 14:38

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 01.07.2019

A cidade de Cabo Frio (RJ) viverá uma semana de muito vôlei de praia, recebendo dois torneios de nível nacional de terça-feira (02.07) a domingo (07.07). O primeiro deles será o Circuito Brasileiro Sub-19, que está na terceira e última etapa da temporada. Assim, além dos vencedores da etapa em si, também serão definidos na cidade da Região dos Lagos os campeões gerais da temporada, somando o desempenho das três paradas.

Já de sexta-feira (05.07) a domingo acontece a disputa do Circuito Brasileiro Challenger, torneio da categoria adulto que conta com os melhores times do país, com exceção das duplas que estão disputando neste mês o Campeonato Mundial, na Alemanha. As duas competições acontecem na Praia do Forte, altura da Praça das Águas. A entrada na arena é franca.

O Circuito Brasileiro Sub-19 conta com quatro grupos de quatro times em cada gênero, formados da seguinte forma: 12 primeiras duplas do ranking de entradas e quatro duplas que garantiram vaga vencendo o classificatório, disputado na terça-feira.

Já estão garantidos pelo ranking de entradas no masculino os times Jefferson/Denílson (PE), Misael/Guilherme (SP), Lucas/João Pedro (RJ), Samuel/Euller (SC), Wudney/Allan (SE), Adrian/Lucas (BA), Tonny/Carlos Eduardo (MS), João Vitor/Divino (DF), Thiego/Pablo (PB), Luis/Alex (MG), Gabriel/Patrick (PR) e Mateus/Diego (CE).

No naipe feminino, estão já classificadas à fase de grupos Thainara/Cecilia (RN), Helena/Lari (SC), Manuela Niemeyer/Rafaela (RJ), Camila/Maria (PE), Isabella/Luana (SP), Marina/Luisa (DF), Laiza/Beatriz (BA), Karol/Ágatha (SE), Pamella/Giovana (PB), Maria/Emanuely (MG), Larissa/Vitória (CE) e Giovana/May (PR).

A parada em Cabo Frio (RJ) será a terceira de três da temporada 2019. A primeira aconteceu em Fortaleza (CE), no início de fevereiro, com títulos para Maria Clara/Anna Beatriz (RJ) e Thiego/Pablo (PB). A segunda etapa foi disputada em junho, em Jaboatão (PE), com títulos para Karol/Ágatha (SE) e Gustavo/Gabriel (RJ).

Sergipe lidera o ranking do naipe feminino, com 380 pontos. O Rio de Janeiro aparece em segundo, com 340 pontos, com a Paraíba em terceiro, somando 300 pontos. No masculino, Paraíba e Paraná estão empatados na primeira posição, com 340 pontos somados, e o Rio de Janeiro aparece na sequência, com 320. Os pontos de cada etapa vão para o estado, de acordo com a dupla mais bem colocada.

A competição acontece ao longo de três dias, com jogos simultâneos nos naipes masculino e feminino. O primeiro dia (terça-feira) é reservado para o classificatório, onde até 32 times disputam as últimas quatro vagas à fase de grupos. No segundo dia (quarta-feira), acontecem as partidas da fase de grupos, repescagem e quartas de final, enquanto no terceiro (quinta-feira) são disputadas partidas das semifinais e disputas de medalha.

Os primeiros colocados de cada grupo vão direto às quartas de final, enquanto segundos e terceiros disputam uma fase anterior, de repescagem. As duplas que ficam em quarto lugar no grupo estão eliminadas na primeira fase. Os vencedores das quartas de final vão às semifinais, e o torneio segue em formato eliminatório simples até as disputas de medalha.

Assim como ocorre no Circuito Brasileiro de vôlei de praia Sub-17 e Sub-21, o Sub-19 é um campeonato de seleções estaduais, com duplas representando a mesma federação. Cada estado indica suas delegações nos dois gêneros em busca do título, podendo alterar os times durante a temporada. Se mais de uma dupla do estado disputa a etapa, aquela que fica mais bem colocada é a que pontua para o ranking geral da competição.

Rio de Janeiro, no naipe feminino, e a Paraíba, no naipe masculino, foram os campeões da temporada 2018. A competição revelou diversos atletas que foram campeões e posteriormente se tornariam olímpicos como Pedro Solberg (RJ) e Bárbara Seixas (RJ).

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro