Títulos para Rafael/Renato (PB) e Vitoria/Maria Clara (RJ) em Manaus

Publicado em: 06/10/2019 14:58

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 06.10.2019

O Circuito Brasileiro Sub-21 de 2019 terminou neste domingo (06.10), com a decisão da quarta e última etapa da temporada, em Manaus (AM), na arena montada na praia da Ponta Negra. As duplas Rafael/Renato (PB) e Vitoria/Maria Clara (RJ) ficaram com o título da etapa. A Paraíba terminou na primeira colocação geral – somando pontos das quatro etapas – do naipe masculino, enquanto o Mato Grosso do Sul ficou com o título geral no feminino.

Na decisão do torneio masculino, Rafael e Renato (PB), campeões mundiais Sub-21 neste ano, superara Matheus/André Danilo (SE) por 2 sets a 1 (21/10, 18/21, 15/12), em 55 minutos. Além do ouro da etapa manauara, a vitória valeu o título geral da temporada, já que os dois estados estavam empatados com 520 pontos no ranking geral.

A primeira colocação rende 200 pontos (20 a mais do que a prata) e comemoração dupla aos gêmeos paraibanos. A campanha de Rafael e Renato em Manaus (AM) contou com cinco vitórias em cinco jogos e apenas um set perdido.

A medalha de bronze em Manaus (AM) ficou com Eduardo e Gabriel (PR), que venceram Johann/Lippi (RJ) por 2 sets a 0 (21/15, 21/15), em 40 minutos, completando o pódio. O Paraná terminou na terceira colocação do ranking geral, com 660 pontos.

No naipe feminino, ouro para Vitoria/Maria Clara (RJ), que superaram na final Anna/Fernanda (BA) por 2 sets a 0 (21/17, 21/10), em 35 minutos. O bronze na etapa ficou com Carol e Aninha (MS), vencendo Aline/Lorena (AM) por 2 sets a 0 (22/20, 21/16), em 56 minutos. O resultado deu o título geral para a dupla do Mato Grosso do Sul, que terminou as quatro etapas com 760 pontos. O Rio de Janeiro ficou em segundo, somando 680 pontos.

Maria Clara e Vitoria venceram os cinco jogos que disputaram, perdendo apenas um set em todo o final de semana em Manaus. Estreando no Sub-21, Maria Clara Richa, que também joga vôlei de quadra, comentou a alegria por vencer pela primeira vez, tendo menos de um ano na modalidade, e elogiou a parceira, campeã mundial de base neste ano.

“Estou muito feliz, é um desafio novo, todos os dias tenho que melhorar algo, evoluir algum aspecto. Nesta última etapa tive a Vitoria como parceira, ela é fora da curva, foi campeã mundial Sub-21 neste ano, me deu força o tempo todo. É jovem, mas tem experiência já por rodar o Circuito Brasileiro Open. Ano que vem ainda estou dentro da categoria, vou buscar crescer ainda mais. Fico feliz e vou trabalhar para alcançar voos maiores”, disse.

Assim como ocorre no Circuito Brasileiro de vôlei de praia Sub-17 e Sub-19, o Sub-21 é um campeonato de seleções estaduais, com duplas representando a mesma federação. Cada estado indica suas delegações nos dois gêneros em busca do título, podendo alterar os times durante a temporada, mas sempre formando duplas do mesmo estado.

Neste ano, no Circuito Brasileiro Sub-19, o Paraná ficou com título no naipe masculino, e Sergipe no naipe feminino. No Circuito Brasileiro Sub-17, novamente título para o Paraná no masculino, com o Rio de Janeiro vencendo no feminino.

A competição de base do vôlei de praia brasileiro revelou diversos atletas que foram campeões e posteriormente se tornariam olímpicos como Bruno Schmidt (DF), Pedro Solberg (RJ), Bárbara Seixas (RJ), Juliana (CE) e Maria Elisa (RJ).

VEJA TODOS OS RESULTADOS DO NAIPE MASCULINO
http://www.aplicativoscbv.com.br/sub21/tabopen/tabelatodas.asp?site=19&sexo=m

VEJA TODOS OS RESULTADOS DO NAIPE FEMININO
http://www.aplicativoscbv.com.br/sub21/tabopen/tabelatodas.asp?site=19&sexo=F

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro