Duelo entre rubro-negros decide o título masculino em Ribeirão

Publicado em: 23/11/2019 21:00

A conquista do bicampeonato da Libertadores pelo Flamengo neste sábado (23.11) serviu de combustível para dois rubro-negros garantirem vaga na decisão do Open Ribeirão Preto (SP). Evandro, que joga ao lado de Bruno Schmidt, e Alison, parceiro de Álvaro Filho, entraram em quadra ainda na adrenalina da vitória do time de coração para a disputa das semifinais da terceira etapa do Circuito Brasileiro de vôlei de praia 2019/2020. O duelo também coloca frente a frente as duas duplas brasileiras classificadas para Tóquio 2020.

A final acontece na manhã deste domingo (24.11), às 10h (horário de Brasília), com transmissão ao vivo do canal SporTV 3.  Esta será a primeira vez no Circuito Brasileiro que as duas duplas se enfrentam. O único duelo já realizado entre eles foi no evento teste de Tóquio, neste ano, com vitória de Alison e Álvaro, nas quartas de final do torneio, por 2x1. A entrada na arena é franca. A decisão do bronze acontece às 9h, com transmissão do site http://voleidepraiatv.cbv.com.br.

Na primeira semifinal masculina, pouco depois do apito final da partida em Lima (PER) que rendeu o título da América para o Flamengo, Evandro e Bruno Schmidt (RJ/DF) entraram em quadra e venceram outra dupla de apaixonados pelo rubro-negro carioca, Thiago/Guto (SC/RJ) por 2 sets a 0 (21/9 e 21/16). Evandro celebrou a vitória dupla.

“Na hora da preleção o Flamengo fez o primeiro gol e eu comemorei bem ali. Meu técnico ficou meio chateado comigo (risos). Sem dúvida isso me deu uma motivação extra. Nós merecíamos muito chegar nessa final, fechar o ano assim. Foi uma sequência enorme de jogos e viagens. O Bruno sofreu com lesões, acreditou em nossa comissão técnica e está aí me ajudando bastante. Queremos encerrar com o ouro nessa etapa. Ainda não ganhamos nada”, comentou Evandro.

Alison e Álvaro filho enfrentaram uma dupla de jovens talentos da modalidade, Arthur e Adrielson (MS/PR), ambos de 22 anos. A dupla olímpica venceu por 2 sets 0 (21/17 e 21/13). Alison comentou sobre a influência do resultado no futebol em quadra.

“Estava um pouco desconcentrado, eu fiquei muito satisfeito com o meu time de coração campeão. Isso me deixou bastante motivado. Nosso ano foi super corrido. Estamos aproveitando ao máximo as oportunidades, pois temos somente sete meses de parceria. Estamos evoluindo, ainda vamos adiar as férias para poder melhorar ainda mais e entrar bem o próximo ano, mas temos que manter a cabeça no lugar”, disse Alison.

Ribeirão Preto (SP) recebeu etapas do Circuito Brasileiro em duas oportunidades. A primeira, em 1995, teve como vencedores Zé Marco/Emanuel (PB/PR) e Karina/Renata (RJ). Depois, em 2004, Ricardo/Emanuel (BA/PR) e Sandra/Ana Paula (RJ/MG) foram as vencedoras. A cidade também recebeu uma etapa de outro torneio, o Circuito Challenger, em 2014, com títulos para Duda/Carolina Horta (SE/CE) e Lipe/Beto Pitta (CE/RJ).

A estreia do tour aconteceu em Vila Velha (ES), em setembro, com ouro para Ágatha/Duda (PR/SE) e André Stein/George (ES/PB). Em Cuiabá, no mês passado, os títulos ficaram com Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) e Alison/Álvaro Filho (ES/PB).

Além das duplas campeãs de cada etapa, também existem os campeões gerais da temporada, somando a pontuação obtida nos sete eventos. Cada etapa do Circuito Brasileiro distribui R$ 46 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são distribuídos mais de R$ 500 mil por etapa.

VEJA OS RESULTADOS DO DIA

http://www.aplicativoscbv.com.br/circuitobb/tabelas_o.asp?ano=2019

DISPUTA DE MEDALHAS

Bronze:

Thiago/Guto (SC/RJ) x Arthur/Adrielson (MS/PR) – 9h – transmissão VoleidepraiaTV

Final:

Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF) x Alison/Álvaro Filho (ES/PB) – 10h – transmissão SporTV 3

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro