Vôlei brasileiro lança programa oficial de relacionamento

Publicado em: 17/06/2020 10:10

Do Rio de Janeiro (RJ) - 17.06.2020

Os milhões de apaixonados pelo voleibol brasileiro ganharam nesta quarta-feira (17.06) um grande presente. O programa de relacionamento Sou Mais Vôlei (soumaisvolei.cbv.com.br) foi apresentado pela Confederação Brasileira de Volbeibol (CBV) em parceria com a ACE Esportes e Entretenimento, responsável pela operação. A iniciativa oferecerá aos fãs conteúdo de qualidade e a possibilidade de resgatar experiências e produtos exclusivos. Além disso, já no lançamento, o projeto traz uma campanha oficial de doação, que visa ajudar as mais de duas mil crianças atendidas pelo VivaVôlei, braço social da entidade máxima da modalidade no Brasil.

Com dinâmica simples de acúmulo de pontos, onde quanto mais interações, maior o saldo, o usuário poderá fazer resgates de prêmios, que vão desde itens dos ídolos da modalidade, do seu time do coração até a presença e participação em eventos oficiais. Uma rede de descontos, também já está disponibilizada para os fãs, a partir de um cadastro simples no programa.

Para garantir um fluxo frequente de interações, o Sou Mais Vôlei trará sempre conteúdo exclusivo em texto e vídeo, além de atividades gamificadas e relacionadas ao social. A primeira delas já entrou no ar junto com o programa e espera ajudar as mais de 2.200 crianças e adolescentes (7 a 14 anos) de 24 centros atendidos pelo Instituto VivaVôlei. O montante arrecadado com a ação será revertido em cestas básicas e itens de higiene para as famílias dos alunos.

CLIQUE E ACESSE O SOU MAIS VÔLEI

“Nesse momento de distanciamento social, e ainda sem saber quando poderemos ter nossos ginásios cheios novamente, sabemos da importância de um espaço de relacionamento com os fãs, além das quadras. Com apoio de nossos patrocinadores, sempre procuramos ir além das competições profissionais e de base que promovemos pelo Brasil, como em todas as iniciativas do Instituto VivaVôlei. Acreditamos que a grande paixão que o brasileiro tem pela nossa modalidade fará desse projeto um sucesso. Esperamos também que abracem a campanha de doação, do vôlei para o vôlei, e que possamos ajudar o máximo de alunos dos projetos sociais possível”, afirmou Radamés Lattari, diretor executivo da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).

Com a premissa de entreter e prestar serviço para o ‘mundo do vôlei’, o Sou Mais Vôlei quer valorizar ainda mais a modalidade no Brasil. E através da conexão que criará, pretende mostrar ao mercado que o vínculo com uma modalidade tão vencedora pode trazer resultados financeiros tangíveis.

“O vôlei nacional é motivo de orgulho. De acordo com pesquisas recentes, de cada 10 brasileiros, seis demonstram grande interesse na modalidade. Acreditamos que uma plataforma única de relacionamento potencializará essa paixão e aproximará também grandes marcas. O Sou Mais Vôlei é um programa onde o fã, a CBV, os atletas, patrocinadores e equipes terão espaço para mostrar sua relação com o voleibol, recebendo em troca conteúdos, sejam eles entretenimento ou serviço. E isso gera um engajamento genuíno. A CBV abriu o espaço para que esse ecossistema exista. Agora, semana a semana, traremos novidades que alimentarão o processo”, explicou Cristina Tosta Mosciaro, sócia da ACE Esportes e Entretenimento.

Além de ancorar a doação para os núcleos do Instituto VivaVôlei, o Sou Mais Vôlei traz para o torcedor em sua estreia entrevistas exclusivas com a ex-líbero Fabi, com a vice-campeã olímpica de vôlei de praia Ágatha, revela a história de dois treinadores brasileiros que buscam uma vaga nos Jogos de Tóquio por duas das principais duplas de vôlei de praia dos Estados Unidos, a de um levantador brasileiro que faz um grande sucesso na Noruega, e muito mais.

Sobre a CBV

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) transformou o vôlei brasileiro em uma máquina de títulos dentro de quadra e uma referência de gestão fora dela.

São cinco títulos olímpicos nas quadras. Em 1992, 2004 e 2016, com a seleção masculina nos Jogos de Barcelona, Atenas e Rio de Janeiro, respectivamente, e em 2008 e 2012, com a seleção feminina em Pequim e Londres. Nas areias, três medalhas de ouro foram conquistadas. No feminino, em Atlanta/1996, com Jacqueline/Sandra, e, no masculino, em Atenas/2004 com Ricardo/Emanuel e no Rio de Janeiro/2016 com Alison/Bruno.

Além desses títulos, são mais 10 medalhas no voleibol de praia, sete de prata e três de bronze. Na quadra, já foram conquistadas outras cinco medalhas – três de prata e duas de bronze.

Sobre a ACE ESPORTES E ENTRETENIMENTO

A ACE ESPORTES E ENTRETENIMENTO é uma agência focada em transformar iniciativas que envolvem o esporte em ações monetizáveis para times, atletas e confederações.

Nossa experiência em comunicação, planejamento e conexão de propósitos de empresas e esportes, permite assertividade e maximização de impacto das atividades esportivas.

www.aceee.com.br - linkedin.com/company/ace-esportes-e-entretenimento – [email protected]

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro