Oscar/Thiago e Andressa/Vitoria alcançam as semifinais no Chile

Publicado em: 28 DE MARÇO

Oscar/Thiago e Andressa/Vitoria alcançam as semifinais no Chile
Vitoria passa pelo bloqueio venezuelano (Créditos: Federação de Vôlei do Chile)

O Circuito Sul-Americano de vôlei de praia voltou a entrar em ação após um ano suspenso. Neste domingo (28.03), teve início o torneio Finals, em Santiago (CHI), para o encerramento da temporada 2020. Na arena montada no Parque Peñalolen, as duplas brasileiras na competição obtiveram um saldo positivo com cinco vitórias em cinco partidas. Oscar/Thiago (RJ/SC) e Andressa/Vitoria (PB/RJ) conseguiram a classificação para as semifinais e seguem em busca de medalhas para o Brasil.

No torneio feminino, Andressa e Vitoria venceram na estreia a dupla venezuelana Agudo/Gabi por 2 sets a 1 (21/14, 19/21 e 15/12). No segundo compromisso, as brasileiras passaram por Michelle/Pati, do Paraguai, por 2 sets a 0 (21/18 e 21/14), e saíram em primeiro no grupo B. Pelo regulamento, a campanha da dupla verde e amarela não foi suficiente para avançar direto às semifinais, e Andressa/Vitoria precisou jogar pela terceira vez.

 Nas quartas de final, elas levaram a melhor sobre as uruguaias Fortunati e Simon por 2 sets a 0 (21/8 e 21/16). Na próxima fase, nesta segunda-feira (29.03), Andressa e Vitoria terão pela frente Fran Rivas/Chris (CHI), por um lugar na decisão. Apesar do desgaste do longo dia, Andressa estava satisfeita com o desempenho do time e celebrou a classificação.

“O dia foi longo, mas conseguimos alcançar o nosso objetivo, e estamos entre as quatro melhores. Começamos o campeonato um pouco devagar, pois ficamos de quarentena por três dias após chegarmos aqui no Chile. Fomos pegando o ritmo ao longo do dia, mas conseguimos os resultados positivos. Eu e a Vitoria estamos bem entrosadas e confiantes. Estamos muito felizes por estarmos aqui representando o Brasil”, comentou Andressa.

Pelo lado masculino Oscar e Thiago (RJ/SC) jogaram apenas duas vezes. Eles iniciaram a competição vencendo Vicente/Mussa (VEN) por 2 sets a 1 (21/15, 15/21 e 15/7). Na segunda rodada do grupo B os brasileiros superaram Jaramillo e Marcos, do Equador, novamente em uma partida definida em três sets (15/21, 21/15 e 15/5).

A campanha de Oscar e Thiago ficou entre as duas melhores do naipe masculino e eles garantiram vaga direta às semifinais. Agora eles aguardam o vencedor do jogo entre Esteban Grimalt/Marco Grimalt (CHI) e Vicente/Mussa (VEN). Ao final do dia Oscar avaliou as partidas disputadas.

“Conseguimos jogar bem em sets distintos. Tivemos um pouco de dificuldade no nosso passe. No primeiro jogo fomos bem no primeiro set e no terceiro, contra a Venezuela. Contra a dupla do Equador fizemos um bom segundo set e um ótimo terceiro. O cansaço da viagem e de ficar no quarto em quarentena acabou pesando um pouco, mas a gente teve muita vontade de reverter a situação. O Thiago foi muito forte na parte mental, e me ajudou muito. E ainda conseguimos a classificação direta para a semifinal”, disse Oscar.

O torneio Finals conta com uma dupla em cada naipe de nove países sul-americanos, que foram divididos em três grupos com três participantes cada. Os dois primeiros de cada grupo se classificam. Argentina, Brazil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Venezuela e Uruguai participam da competição.

A pontuação do Finals é bonificada, e vale o dobro em relação às etapas normais. O primeiro colocado leva 400 pontos, o segundo 360 pontos, o terceiro 320, e cada posição seguinte tem um decréscimo de 60 pontos. No ranking masculino o Brasil está em primeiro com 380 pontos, seguido de Chile e Argentina com 320, e a Colômbia tem 240. Entre as mulheres a liderança também é brasileira com 400 pontos, com as argentinas em segundo (360), e chilenas e equatorianas na sequência com 260 pontos.

CIRCUITO SUL-AMERICANO 2019/2020 FINALS

28.03 (DOMINGO)

FEMININO

Andressa/Vitória (PB/RJ) 2 x 1 Gabi/Agudo (VEN) (21/14, 19/21 e 15/12)

Andressa/Vitoria (PB/RJ) 2 x 0 Michelle/Pati (PAR) (21/18 e 21/14)

MASCULINO

Oscar/Thiago (RJ/SC) 2 x 1 Vicente/Mussa (VEN) (21/15, 15/21 e 15/7)

Oscar/Thiago (RJ/SC) 2 x 1 Jaramillo/Marcos (ECU) (15/21, 21/15 e 15/5)

QUARTAS DE FINAL

Andressa/Vitória (PB/RJ) 2 x 0 Fortunati/Simon (URU) (21/8 e 21/16)

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Banco do Brasil

PATROCINADOR OFICIAL

Parceiros Oficiais